• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Mais 150 vagas em três municípios são ofertadas pelo Forma Pará

Sectet - qua, 20/04/2022 - 16:46
20/04/2022

As provas do processo seletivo  para o preenchimento de outras 1400 vagas ocorrem nos próximos dias 1 e 15 de maio

Começaram nesta quarta-feira (20) as inscrições para a prova do processo seletivo especial que irá preencher mais 150 vagas de cursos de nível superior em três municípios do estado, por meio do Forma Pará. Programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o Forma Pará conta com a parceria das prefeituras municipais e das Instituições de Ensino Superior (IES) para ser realizado.

Desta vez, o novo edital diz respeito aos cursos que serão executados pelo Instituto  Federal do Pará (IFPA). Os cursos ofertados são Tecnologia em Agroecologia, em Moju; Bacharelado em Agronomia, em Santa Maria das Barreiras; e Engenharia de Pesca, em Breu Branco. Cada um deles com 50 vagas.

Como se inscrever

Para ter acesso ao edital completo e se inscreverem para realização da prova, os interessados devem acessar o site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do processo. Podem se inscrever todos aqueles que já concluíram o ensino médio ou equivalente. Candidatos que tenham cursado pelo menos um dos anos, ou estejam cursando o último ano do ensino médio no município/distrito em que o curso está sendo ofertado, ou que resida no município/distrito no qual o curso será ofertado há pelo menos um ano, a contar da data de publicação dos editais, terá um bônus de 10% na nota da prova objetiva. As inscrições podem ser feitas até 23h59 do dia 5 de maio. O valor da taxa de inscrição é 20 reais. Os candidatos que não puderem pagar o valor podem pedir isenção.

A prova de conhecimentos (parte objetiva) será composta de 35 questões, de múltipla escolha, com quatro alternativas cada, para que o candidato escolha apenas uma delas. Tal prova será constituída de quatro questões de cada uma das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química e Biologia. Já a prova de redação em Língua Portuguesa valerá dez pontos e consistirá na elaboração de texto em que serão avaliados os seguintes aspectos: fidelidade ao tema, objetividade, coesão, coerência, progressão discursiva e aderência à norma culta. A data prevista para realização da prova é 29 de maio.

Outras instituições

Já no próximo dia 1 de maio ocorrem as provas do processo seletivo que vai preencher outras 1.210 vagas ofertadas pelo Forma Pará em 24 municípios. Pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), são ofertadas 400 vagas nos cursos de Bacharelado em Fisioterapia, em Conceição do Araguaia; Bacharelado em Enfermagem, em Bom Jesus do Tocantins, em  Rio Maria, em São Sebastião da Boa Vista e em Bragança; Licenciatura em Pedagogia em Marituba e em Santo Antônio do Tauá; Licenciatura em Letras – Libras, em Marituba. Cada um deles tem 50 vagas.

Por meio da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), são ofertadas 500 vagas nos seguintes cursos e municípios, sendo 50 vagas em cada: Agronomia em Jacundá, Baião, Augusto Correa, Igarapé Açu, Xinguara, Limoeiro do Ajuru e Santana do Araguaia; Engenharia Florestal em Pacajá; Zootecnia em Vitória do Xingu; e Medicina Veterinária em Portel.

Já pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), a chamada 2022 do Forma Pará oferta 210 vagas nestes cursos e municípios: Arquitetura  e Urbanismo em Redenção e Canaã dos Carajás (40 vagas); Geologia em Rondon do Pará (40 vagas); Medicina Veterinária em São Félix do Xingu (40 vagas); e Pedagogia em Tucuruí (50 vagas). E pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) serão 100 vagas com 50 alunos em cada turma do curso de Direito, em Alenquer, e Licenciatura em História, em Óbidos.

No dia 15 de maio, será a vez dos estudantes realizarem a prova do processo seletivo especial que vai preencher as 190 vagas dos cursos que serão executados pela Universidade do Federal do Pará (UFPA). Os cursos ofertados são Sistema de Informação, em Oeiras do Pará (30 vagas); Geoprocessamento, no distrito de Outeiro (40 vagas); História, em Curralinho (40 vagas); Letras – Língua Inglesa, em Viseu (40 vagas); e Agronomia, em Pacajá (40 vagas).

Universalização

No dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou que, até o meio deste ano, o Forma Pará estará presente em todos os 144 municípios do estado, o que significa a universalização do Programa, contando com os municípios já contemplados nas chamadas de 2019, 2020 e 2021. Em outubro do ano passado, o Forma Pará virou lei, o que permite a sua continuidade ao longo dos anos. Além disso, o Programa agora está apto a ofertar cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Serviço
Os interessados em se inscrever podem acessar o edital completo e o link de inscrição em: https://portalfadesp.org.br/?page_id=316.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Prodepa realiza treinamento para utilização de sistema de gestão das Usinas da Paz

Prodepa - qua, 20/04/2022 - 11:43

 

Cerca de 18 instituições públicas participaram, na manhã desta terça-feira (19), de um treinamento para utilização do software que vai auxiliar na gestão dos serviços prestados nas Usinas da Paz. A ferramenta foi feita pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), em parceria com a equipe de gestão da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (SEAC). O evento ocorreu no Centro de Treinamento e Capacitação (CTC), na sede da Prodepa, com o objetivo de treinar sobre as funcionalidades da plataforma.

Categorias: Notícias

Forma Pará

Sectet - seg, 18/04/2022 - 14:34
18/04/2022

Equipe do Forma Pará se reúne com prefeituras municipais e IES

Nas duas últimas semanas, a equipe do Forma Pará se reuniram com representantes das prefeituras de mais de 50 municípios contemplados com cursos da próxima chamada do programa coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet). O objetivo principal foi discutir acerca dos trâmites processuais para a implementação dos cursos.

No dia 5 abril, foram debatidos temas como os núcleos de atuação do programa e os cursos previstos para começar em 2023 com os representantes das prefeituras que receberão as graduações a serem executadas pelo Instituto Federal do Pará (IFPA).

Já no dia 6 de abril, a reunião foi realizada com membros representantes dos municípios que terão acesso ao programa por meio da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Foram destacados assuntos como datas para o começo das visitações técnicas, a execução dos cursos e locais onde eles serão realizados.

Nos encontros dos dias 12 e 13 de abril foram abordados o planejamento para a próxima chamada do Forma Pará, tendo em vista a universalização do programa, as questões processuais e logísticas para a aplicação nos municípios, além das especificidades e metodologias dos cursos ofertados por meio da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e da Universidade Federal da Amazônia (Ufra), respectivamente. 

Forma Pará

O Forma Pará, programa do governo estadual coordenado pela Sectet, tem o objetivo de ampliar a oferta de cursos de nível superior por todo o estado. O programa já está na chamada de 2022 e, até então, contemplou cerca de 80 municípios. No dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou a universalização do Forma Pará, o que significa que o programa estará presente nos 144 municípios paraenses até o final deste ano.

 

Texto: Renan Pinheiro (estagiário da Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

StartUp Pará

Sectet - qua, 13/04/2022 - 11:26
13/04/2022

Sectet promove encontro com foco no empreendedorismo feminino

Edital vai ofertar qualificação para até 20 ideias de negócios, das quais até 15 poderão receber apoio financeiro de até R$ 80 mil. As inscrições ficam abertas até o dia 25 de abril.

Nesta quarta (13), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) promove um bate-papo sobre o edital StartUP Pará Mulher e o protagonismo feminino na inovação e no empreendedorismo paraense. O encontro será às 15h, no Canto Coworking, com entrada gratuita.

As empreendedoras Flávia Raiol (Divino Orégano), Ingrid Teles (Ver-o-Fruto) e Bárbara Ferreira (AJE Pará) vão compartilhar suas experiências sobre inovação em serviços; como submeter e aprovar ideias em editais; e a importância de uma preparação constante para garantir sucesso nos negócios.

O encontro também contará com a presença da coordenadora do programa StartUP Pará, Maria Trindade, que vai apresentar e tirar dúvidas sobre a chamada direcionada exclusivamente ao público feminino. “O edital estimula a participação das mulheres contribuindo para o aumento da representatividade feminina nas atividades inovadoras por todo o estado do Pará”, pontua a coordenadora.

O edital 008/2022 - StartUP Pará Mulher - vai ofertar qualificação para até 20 ideias de negócios, das quais até 15 poderão receber apoio financeiro de até R$ 80 mil. Os setores alvo da chamada são bioeconomia, biotecnologia, educação, turismo, tecnologia da informação e economia criativa — com recorte para as áreas de artesanato, cinema e vídeo, arte digital, arquitetura, cultura alimentar/gastronomia, design de moda e estética.

As inscrições ficam abertas até o dia 25 de abril, por meio da plataforma https://startuppara.com.br/  

StartUP Pará 

É Iniciativa do Governo do Estado que auxilia o desenvolvimento de ideias e empresas inovadoras. Até o momento, foram lançados oito editais e duas chamadas de projetos por adesão para o fomento do ecossistema local de inovação.

A execução do programa é realizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

Os recursos do programa são originários da CFEM, a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais.

Serviço
Bate-papo sobre protagonismo feminino e o edital StartUP Pará Mulher, no dia 13 de abril, às 15h, no Canto Coworking, localizado na Av. Serzedelo Corrêa, 15 - Nazaré, Belém. A entrada é gratuita.

Texto: Juliane Frazão (Ascom/PCTGuamá)

 

Categorias: Notícias

Unifesspa, Sectet e Fadesp apresentam projetos de extensão para Sul e Sudeste do estado

Sectet - qua, 13/04/2022 - 10:21
13/04/2022

A apresentação de Ações de Extensão Universitária na Região de Carajás foi realizada nesta segunda-feira (11) no auditório da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), unidade 3. Ao todo são nove ações que serão desenvolvidas pela universidade com financiamento do governo do Pará por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet).e da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fadesp). O projeto é norteado pelo Edital 03/2022, disponível aqui.

No evento estiveram presentes várias autoridades como o reitor da Unifesspa, Francisco Ribeiro; a secretária da Sectet, Edilza Fontes; o diretor do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional (Iedar), Daniel Nogueira; o coordenador do projeto, Maurílio Monteiro e o professor titular da Universidade Federal do Pará (UFPA), Carlos Maneschy. Além de prefeitos e representantes dos munícipios onde os projetos de extensão serão executados.

A finalidade do projeto é construir uma ponte, por meio do conhecimento adquirido na universidade, entre a comunidade e os munícipios da sul e sudeste do Estado. “Para isso teremos vários projetos que visam solucionar problemas específicos da nossa região, como o de apresentar soluções e alternativas para problemas urbanos, pecuários, produção agrícola, por exemplo” explicou o diretor do Iedar acrescentando que os problemas apresentados nesse projeto foram mapeados por meio de pesquisas desenvolvidas pela Unifesspa e que agora deve-se buscar soluções e alternativas, por meio das ações de extensão.

Sobre a parceria, o secretário de desenvolvimento econômico de Itupiranga, Johnison Policarpo, explica que está animado com a execução do projeto de extensão que irá trabalhar com duas cadeias produtivas, açaí e cacau. “Temos grande produção de açaí nativo que é exportado para várias regiões do Brasil. Além disso, o cacau faz parte de uma cadeia produtiva em grande expansão no munícipio. Neste canário, os projetos de extensão da Unifesspa vão contribuir para entender o fenômeno nessas cadeias produtivas para que, junto com os agricultores locais, se construa um diagnóstico para trazer melhorias na produção atual”, pontuou.

A Secretária da Sectet, explicou a dimensão do projeto apresentado a comunidade. “O que nós estamos apresentando hoje é mais que uma ação, eu falo que não é apenas um projeto de extensão da Unifesspa, mas um projeto que é resultado de uma pesquisa que indicou o problema de cada município. Nesta ação estamos envolvendo 20 municípios da região, e a partir desse evento nós queremos que os prefeitos abracem esse projeto conosco”, reforçou pontuando que por meio desse projeto, a comunidade terá acesso ao que é produzido na Universidade.

Para Daniel Nogueira, o papel que a Unifesspa tem nessa região, por ser interiorizada, ela se reforça, se consolida com a extensão. “Fala-se muito em ensino e pesquisa, mas o que dá “liga”, o que dá força para que a ação de ensino, a ação de pesquisa realmente consiga transformar uma dada realidade e impactar, é a extensão”, enfatizou.  

Sobre os projetos

Até o momento, nove projetos fazem das ações de extensão e em breve mais dois serão acrescentados. Ao todo, mais de 20 municípios da região sul e sudeste do Pará serão contempladas com estudos e ações que trabalharão para apresentar soluções visando melhorias, de acordo com a necessidade local.

Entre os projetos estão:  Práticas de Desenvolvimento Tecnológico aplicadas a Empresas da Região de Marabá, coordenado por Hugo Pereira Kuribayashi; Diagnósticos e Estratégias de Ordenamento Territorial Urbano para os municípios de Redenção (PA) e Xinguara (PA), coordenado por José Júlio Ferreira Lima; Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira da Região de Carajás, coordenado por Jefferson Gandra, nos munícipios de Jacundá, Nova Ipixuna e Rio Maria;        Produtividade e Sustentabilidade de Açaizais na Região do Carajás, coordenado por Fábio dos Reis Ribeiro de Araújo, em Bom Jesus do Tocantins, Itupiranga, Marabá, Ourilândia do Norte e São João do Araguaia.

Também fazem parte das ações de extensão os projetos: Rede interinstitucional de extensão para a produção e beneficiamento de cacau como parte de uma estratégia de diversificação produtiva da agricultura familiar, coordenado por Fernando Michelotti, e abrangerá os munícipios de Itupiranga, Marabá, São Felix do Xingu e São João do Araguaia; Teledetecção de Temperatura de Superfície em cidades de pequeno/médio porte para subsídio ao Plano Diretor de Arborização, coordenado por Abraão Levi dos Santos Mascarenhas, e acontecerá no munícipio de Eldorado do Carajás, Rondon do Pará e Santana do Araguaia.

O “Ensila Carajás: Produção de Forragens Conservadas em Pequenas e Médias Propriedades Rurais na Região de Carajás”, coordenado por Anaiane Pereira Souza, será executado nas cidades de Jacundá, Redenção e Rio Maria. Já o projeto “Promover os sistemas agroflorestais nos assentamentos rurais como alternativa para recomposição florestal e regularização ambiental dos estabelecimentos agropecuários de agricultura familiar na região de Carajás”, será coordenado por Diego Rodrigues, em Bom Jesus do Tocantins, Cumaru do Norte e Marabá. O “Monitoramento da qualidade da água e produção de peixes nativos nas pisciculturas da Região de Carajás” será coordenado por Caroline Nebo, em Água Azul do Norte, Canaã dos Carajás, Rio Maria, Sapucaia e Xinguara.

Texto e fotos: Ascom/Unifesspa

Categorias: Notícias

Revalida

Sectet - qua, 13/04/2022 - 09:53
13/04/2022

Uepa lança edital do Programa Revalida para diplomas de universidades estrangeiras

O candidato que precisar de Estudos Complementares poderá atuar, por um ano, nos 16 municípios do Marajó

O lançamento e a divulgação do edital do Processo de Revalidação de Diploma de Graduação do Curso de Medicina, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), ocorreram na tarde desta terça-feira (12). O diploma de Medicina de universidades estrangeiras deve ser revalidado para o exercício da profissão no Brasil, segundo determinação do Ministério da Educação (MEC). A revalidação só pode ser feita pelas universidades públicas brasileiras que ofereçam cursos reconhecidos no mesmo nível e na mesma área, ou equivalente.

Na solenidade, o governador Helder Barbalho destacou que esse é um projeto exitoso da instituição, e uma forma de reconhecer o trabalho dos profissionais que atuaram na linha de frente do combate ao novo coronavírus, atendendo ao chamado do Governo do Pará nos dois últimos anos. “Os médicos e profissionais de saúde enxergam, a partir do Revalida, a oportunidade de estar regular no solo brasileiro. Sabemos o quanto eles foram importantes em uma tomada de decisão em que nós vimos uma oportunidade de não permitir a escassez de médicos, principalmente nos hospitais de campanha”, ressaltou Helder Barbalho. 

O processo de revalidação é dividido em fases: Análise Documental e Pedagógica, Prova Teórica e Prova Prática de Habilidades Clínicas. Caso o candidato alcance, no mínimo, 50% do total de pontos da Prova de Múltipla Escolha, 50% do total de pontos na Prova Descritiva e 60% do total de pontos da Prova Prática de Habilidades Clínicas, terá alcançado a Equivalência Curricular e seu diploma revalidado pela Uepa.

Caso o candidato não alcance as pontuações mínimas, poderá concorrer a uma das 60 vagas para os Estudos Complementares. Essa fase tem como objetivo propor aos médicos que não alcançarem a pontuação para aprovação um período remunerado, com tempo de duração de um ano, nos 16 municípios da região do Marajó.

Comissão permanente - O reitor da Uepa, Clay Chagas, agradeceu aos representantes da Sectet (Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica) e Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública) pela parceria no projeto. Ele também disse que agora “nós temos uma comissão permanente de Revalida. Temos a tendência constante, sempre que for necessário, de assumir esse processo. Queremos levar a Universidade para onde mais é preciso, e o Marajó é um lugar onde a gente quer os médicos atuando”.

Ao final do período, os 60 médicos farão outro exame para garantir a revalidação do diploma de médico. Carlos Augusto (Guto) Gouvêa, prefeito de Soure e presidente da Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam), agradeceu a atenção do governo com a região. “Nós temos uma oportunidade de crescimento muito grande e uma melhora na qualidade de atendimento em cada município, em cada localidade”, ressaltou o prefeito. Além disso, após a regularização do diploma os médicos poderão fixar residência na região e atender a população local de forma permanente.

As inscrições já estão abertas, e os interessados podem se inscrever até 05 de maio próximo, pelo endereço eletrônico https://www2.uepa.br/revalida2022.

A Uepa realiza a revalidação e convalidação de diplomas desde 2017 para diversos cursos de graduação e pós-graduação. Em 2019, foi iniciado o primeiro processo para a revalidação de diplomas do curso de Medicina. Em maio de 2021, 40 profissionais tiveram seus documentos revalidados.

Texto: Marília Jardim (Ascom/Uepa)

Foto: Agência Pará

 

Categorias: Notícias

UsiPaz Cabanagem promove aula de gastronomia para jovens autistas neste sábado (9)

Sectet - seg, 11/04/2022 - 07:45
11/04/2022

Cinco adolescentes da APAE e dois jovens da comunidade participaram da iniciativa, que é desenvolvida pela Sectec também nas Usinas do Icuí-Guajará (Ananindeua) e Nova União (Marituba)

O cheiro dos biscoitos produzidos pelos adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA) da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e da comunidade do entorno da Cabanagem, que participaram da aula prática de gastronomia na Usina da Paz do bairro, na manhã deste sábado (9), preencheu os corredores do complexo.

Artur Piteira, 17 anos, acordou cedo e foi um dos primeiros a chegar na sala para participar da atividade. “Eu gosto muito de cozinhar e amassar a massa com as mãos foi a melhor parte”, conta. A mãe, Margarida Piteira, acompanhou o adolescente e ficou muito feliz ao ver a interação dele com as outras pessoas. 

“Ele fica muito estressado de só ficar em casa, então sempre que tem atividades, eu faço questão de levar ele, que já acordou todo disposto a vir para a programação. Está fazendo um bem danado pra ele participar. O coração da mãe fica todo bobo por ver meu filho em um espaço como esse, cheio de oportunidade e programações. Percebemos o olhar carinhoso que o governo tem dado. Só temos a agradecer”, conta Margarida.

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) é responsável pelas aulas do curso de gastronomia nas salas de culinária das Usinas da Paz. O curso para jovens com TEA também foi ofertado nas Usinas do Icuí-Guajará (Ananindeua) e da Nova União (Marituba). A atividade faz parte da programação em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado no dia 2 de abril.

O coordenador do curso de gastronomia das Usinas da Paz, Brenno Pinto, afirma que aulas como essa são fundamentais e por isso foram incluídas no planejamento, com apoio da APAE e da Fundação Pestalozzi. “A coordenação e os professores nos orientam sobre alguma restrição alimentar ou algumas dificuldades, como alimentos muito grudentos, muito elásticos ou até mesmo a intolerância ao glúten e à lactose que grande parte dos alunos com TEA possui", diz. Os biscoitos produzidos nesta manhã não continham nem glúten e nem lactose. 

Formada em gastronomia, Monik de Albuquerque, ministrante da aula, ressaltou que é a primeira vez que a Usina promove uma oficina com a temática para adolescentes autistas. “Tivemos uma interação maior com esses jovens e buscamos técnicas para acolhê-los da melhor forma possível. A experiência me fez crescer como pessoa e profissional, poder trabalhar com eles abriu a minha visão sobre o meu trabalho. O coração fica preenchido”, pontua.

O farmacêutico Michel Nascimento levou o filho Gustavo, de 14 anos, para a atividade. “Uma das grandes preocupações de outros pais de autistas, como eu, é sobre a autonomia dos nossos filhos no futuro, quando não estivermos mais aqui. Ver ele conseguindo participar da iniciativa, estimulando a parte motora, o desenvolvimento de atividades diárias e a interação, é muito importante. Espaços como esses são fundamentais e eu estou todo orgulhoso vendo ele participar”, destaca.

A professora do Atendimento Educacional Especializado da APAE, Bruna Machado, acompanhou os adolescentes para a atividade e reforçou a importância da antiga parceria da instituição com o Governo do Estado. “Promover a inclusão dos nossos alunos em todos os contextos, seja educacional ou de cidadania, é fundamental. A nossa luta é essa, pela garantia dos direitos deles e ter o governo como parceiro é maravilhoso. Foi uma manhã de muita alegria. Ter esses jovens aqui é a prova do olhar do governo por eles”, assegura. A aula teve duração de uma hora e os alunos foram supervisionados pelos responsáveis. 

UsiPaz Cabanagem

A UsiPaz Cabanagem oferece turmas regulares, de terça a sexta-feira, e cursos livres de gastronomia aos sábados. Entre os requisitos, estão: ter mais de 16 anos, morar no bairro e ter interesse na área. 

“Várias turmas já estão formadas. Temos alunos que já conseguiram entrar no mercado de trabalho por portas abertas pelo programa Territórios pela Paz (TerPaz). Essa iniciativa é fundamental porque garantimos novas oportunidades para os moradores da Cabanagem. Até porque cursos de gastronomia têm um custo, muitas vezes, mais elevado, e aqui é possível aprender e até mesmo se profissionalizar de forma gratuita”, pontua Monik de Albuquerque. 

Saiba mais sobre os avanços com políticas públicas para pessoas com TEA no Pará. 

Texto: Giovanna Abreu/Secom

Fotos: Agência Pará

Categorias: Notícias

Inscrições abertas

Sectet - sex, 08/04/2022 - 14:19
08/04/2022

Sectet abre inscrições para curso técnico em mecânica de aeronaves

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) abriu, nesta sexta-feira (8), as inscrições para o preenchimento de 40 vagas do curso técnico em mecânica de aeronaves, a ser executado pela Escola Paraense de Aviação Civil (Epac). O curso, que tem carga de 2.482 horas, é de caráter teórico-prático e ocorrerá de forma presencial no período da noite, das 19h às 22h. Ele é ofertado gratuitamente.

Os interessados devem ter idade mínima de 18 anos, estar cursando ou ter concluído o 3º ano do ensino médio e não ter outra certificação de nível técnico. Além disso, o candidato deve ser trabalhador, com ou sem vínculos empregatícios incluídos os trabalhadores domésticos, agricultores familiares, silvicultores, aquicultores, extrativistas, catadores de materiais reciclados e reutilizáveis, pescadores, fruticultores, povos indígenas e comunidades quilombolas, autônomos, de acordo com classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), independentemente de exercerem ou não ocupação remunerada, ou de estarem ou não no exercício de suas ocupações; ser beneficiário de programas de transferência de renda; ou ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista, integral ou parcial.

Para se inscrever, o candidato precisa ler atentamente o edital disponível AQUI e na página de Facebook da Epac. Em seguida, deve se encaminhar à sede da Escola Paraense de Aviação Civil até o dia 14 de abril, no horário das 8h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30. A pré-seleção dos candidatos será realizada por membros da coordenação do curso e divulgada até o dia 20 de abril. Os pré-selecionados serão convocados por e-mail para realização de entrevistas presenciais. A lista final de aprovados será divulgada no dia 28 de abril.

Serviço: A Escola Paraense de Aviação Civil (Epac) fica na Rua São Paulo, nº 156, Conjunto Marex, Bairro de Val de Cans, em Belém. As dúvidas a respeito do edital poderão ser enviadas para o e-mail escolaparaensedeaviacao@hotmail.com, como também para o contato de Whtasapp (91)98220-0806.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Inscrições para concorrer a vagas do "Forma Pará" são prorrogadas até 18 de abril

Sectet - sex, 08/04/2022 - 13:43
08/04/2022

Edital aberto é referente aos cursos que serão executados pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em cinco municípios paraenses

As inscrições para a prova do processo seletivo especial que irá preencher mais 190 vagas de cursos de nível superior em cinco municípios do estado, por meio do Forma Pará, foram prorrogadas até o dia 18 de abril. Programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o Forma Pará conta com a parceria das prefeituras municipais e das Instituições de Ensino Superior (IES) para ser realizado.

Desta vez, o edital aberto diz respeito aos cursos que serão executados pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Os cursos ofertados são Sistema de Informação, em Oeiras do Pará (30 vagas); Geoprocessamento, no distrito de Outeiro (40 vagas); História, em Curralinho (40 vagas); Letras – Língua Inglesa, em Viseu (40 vagas); e Agronomia, em Pacajá (40 vagas).

Como se inscrever

Para ter acesso ao edital completo e se inscreverem para realização da prova, os interessados devem acessar o site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do processo.

Podem se inscrever todos aqueles que já concluíram o ensino médio ou equivalente. Candidatos que tenham cursado pelo menos um dos anos, ou estejam cursando o último ano do ensino médio no município/distrito em que o curso está sendo ofertado, ou que resida no município/distrito no qual o curso será ofertado há pelo menos um ano, a contar da data de publicação dos editais, terá um bônus de 10% na nota da prova objetiva. As inscrições podem ser feitas até 23h59 do dia 18 de abril. O valor da taxa de inscrição é 20 reais. Os candidatos que não puderem pagar o valor, podem pedir isenção.

A Prova de Conhecimentos (parte objetiva) será composta de 32 questões, de múltipla escolha, com cinco alternativas cada, para que o candidato escolha apenas uma delas. Tal prova será constituída de quatro questões de cada uma das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia e Literatura. Já a prova de Redação em Língua Portuguesa valerá dez pontos e consistirá na elaboração de texto em que serão avaliados os seguintes aspectos: fidelidade ao tema, objetividade, coesão, coerência, progressão discursiva e aderência à norma culta. Com a prorrogação do período de inscrições, a data prevista para realização da prova agora é 15 de maio.

Universalização

No dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou que, até o meio deste ano, o Forma Pará estará presente em todos os 144 municípios do estado, o que significa a universalização do Programa, contando com os municípios já contemplados nas chamadas de 2019, 2020 e 2021. Em outubro do ano passado, o Forma Pará virou lei, o que permite a sua continuidade ao longo dos anos. Além disso, o Programa agora está apto a ofertar cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Serviço

Os editais estão disponíveis em https://portalfadesp.org.br/?page_id=316.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Prodepa e Seac lançam sistema de gestão das Usinas da Paz

Prodepa - sex, 08/04/2022 - 11:13

O Governo do Estado do Pará, por meio da Empresa de tecnologia da informação e comunicação do Pará (Prodepa), em parceria com a equipe de gestão da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (SEAC), lançou nesta quarta-feira (6), o software que vai auxiliar no desenvolvimento de gestão das Usinas da Paz, que é um projeto integrado pelo Territórios pela Paz.

Categorias: Notícias

Prodepa vai lançar software exclusivo para aprimorar gestão das Usinas da Paz

Prodepa - sex, 08/04/2022 - 08:34

Para assegurar diversas atividades nos complexos Usinas da Paz, projeto integrado ao Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), desenvolvido pelo governo do Estado, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) desenvolveu o sistema “Software TerPaz”, que vai facilitar o trabalho nas UsiPaz. A apresentação da nova ferramenta será na tarde desta quarta-feira (06), na Usina da Paz do bairro da Cabanagem, em Belém.

Categorias: Notícias

Forma Pará

Sectet - qui, 07/04/2022 - 14:39
07/04/2022

Equipe do Forma Pará se reúne com representantes dos municípios sobre Processo Seletivo 2023 do Programa

Na tarde desta quarta-feira (6), os membros da assessoria do Forma Pará se reuniram, no auditório do Conselho Universitário da Universidade do Estado do Pará (Uepa), com os representantes dos municípios contemplados com os cursos do programa para discutirem o planejamento das atividades e trâmites burocráticos do Processo Seletivo 2023.

Durante a reunião, foram analisadas todas as questões burocráticas, logísticas e a função da Sectet, das Instituições de Ensino Superior (IES) e da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) para a execução do programa. Foi feita abordagem de assuntos como visitas técnicas e especificidades de cada curso nos municípios. Além da equipe que compõe o programa, estiveram presentes também o coordenador institucional da Uepa, Messias Furtado, e a representante da Fadesp, Socorro Souza.

O Forma Pará, programa do governo estadual coordenado pela Sectet, tem o objetivo de ampliar a oferta de cursos de nível superior por todo o estado. O programa já está na chamada de 2022 e, até então, contemplou cerca de 80 municípios. No dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou a universalização do Forma Pará, o que significa que o programa estará presente nos 144 muncípios paraenses até o final deste ano.

Texto: Renan Pinheiro (estagiário da Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Credenciamento

Sectet - qua, 06/04/2022 - 15:37
06/04/2022

Sectet credencia IES particulares para atender o programa Forma Pará

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) abre nesta quinta-feira (7) o período de inscrições para o credenciamento de Instituições de Ensino Superior (IES) particulares interessadas em ofertar cursos de graduação dentro do Programa Forma Pará. O edital com as condições para o credenciamento foi publicado nesta quarta-feira (6) no site da secretaria.

“As IES particulares que forem credenciadas só serão contratadas diante da inviabilidade dos cursos serem ofertados pelas instituições públicas nos municípios paraenses. Elas precisam estar inscritas no Ministério da Educação e cumprir uma série de exigências. O nosso objetivo e garantir cursos de nível superior em todos os municípios do estado”, esclarece a titular da Sectet, Edilza Fontes.

O coordenador do Forma Pará, Eduardo Miranda, lembra que a Sectet já havia feito o credenciamento de IES particulares para atender demandas específicas em municípios determinados. “Agora, com a universalização do ensino superior no estado determinada pelo governo, precisamos atender a demanda de todos os 144 municípios paraenses. Para garantir essa universalização, teremos que contratar IES particulares para atender solicitações que, eventualmente, as públicas não tenham condições de atender”, explica Eduardo.

Inscrições - As instituições interessadas devem apresentar requerimento de credenciamento, acompanhado de toda a documentação exigida pelo edital, a partir da 0h desta quinta-feira(7) até às 23h59 do dia 14 de abril de 2022 pelo e-mail ies.credenciamento@sectet.pa.gov.br

Segundo o edital, só poderão participar do credenciamento instituições privadas que estejam credenciadas pelo Ministério da Educação (Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior E-MEC) a ministrar cursos de graduação. Essas instituições deverão possuir Conceito Preliminar de Curso (CPC), no mínimo, em nível III atribuído pelo MEC, assim como possuir, no mínimo, o conceito III no Índice Geral de Cursos (IGC) do Ministério.

Outras exigências são: possuir infraestrutura de pessoal suficiente para ministrar os cursos ofertados nos municípios constantes do plano de trabalho, com todas as atividades de aulas, orientações, defesas de trabalho de conclusão de curso e de qualificação (quando houver), segundo os critérios do MEC/CAPES; estar sediadas e com representação atuante e reconhecida no estado do Pará. A oferta dos cursos de nível superior se dará de acordo com a abrangência do credenciamento da IES particular no município, bem como nos municípios do entorno.

Demais exigências e condições para o credenciamento estão no Edital de Credenciamento nº 016/2022 publicado na seção “Editais” do site da Sectet.

Texto: Ascom/Sectet

Categorias: Notícias

Alunos do Forma Pará participam de 'Cerimônia do Jaleco' em Mocajuba

Sectet - ter, 05/04/2022 - 09:42
02/04/2022

O programa do governo estadual é coordenado pela Sectet e tem parceria das Prefeituras e de Instituições de Ensino Superior

A noite da última sexta-feira (01) foi especial para 50 estudantes de Mocajuba, no Baixo Tocantins. Eles participaram da “Cerimônia do Jaleco”, que marcou o início oficial das aulas do curso de enfermagem, ofertado pelo programa Forma Pará na chamada 2021. O programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), tem parceria das prefeituras municipais e de Instituições de Ensino Superior (IES) para levar cursos de nível superior por todo o Estado.

O evento foi realizado no auditório da Escola Isaura Baia, onde estiveram presentes o prefeito de Mocajuba, Cosme Macedo; além dos secretários municipais Wilson Moraes (Saúde), Lucilene Guimarães (Educação), Ivani Pereira (Assistência Social);  a coordenadora do Forma Pará em Mocajuba, Guardina Barbosa; o coordenador de Projetos da Educação Superior na Secretaria Adjunta da Sectet, Eduardo Miranda; e a vice-reitora da Universidade do Estado do Pará(Uepa), Ilma Pastana. A instituição será responsável pela execução do curso no município.

Para a vice-reitora, que é enfermeira de formação, é possível ver em Mocajuba a realização de vários sonhos com a implantação dos cursos do Forma Pará – o município já foi contemplado em outras chamadas com os cursos de Serviço Social, Direito e Agronomia. “O programa não leva os cursos de qualquer maneira, ele possui o quadro docente da universidade. E esta é uma profissão valiosa. O Governo do Pará faz um investimento muito alto e conta com o apoio da prefeitura. Quando uma universidade entra nos municípios várias oportunidades se abrem, oportunidades de trabalho. Essa parceria é muito importante”, ressaltou Ilma Pastana.

A mesma opinião foi compartilhada pela Secretária Municipal de Educação que visualiza um grande futuro para Mocajuba. “Daqui a alguns anos teremos um município muito melhor com os cursos que agora temos por meio do Forma Pará. Não desistam dos sonhos diante dos desafios que vocês vão encontrar pela frente”, incentivou.

O representante da Sectet enfatizou ainda que os cursos ofertados pelo programa atendem às necessidades de cada município e encorajou os estudantes a seguirem com seus sonhos. “Vocês estão passando por um processo educacional que exige coragem. O governo está investindo em profissões necessárias, vocês são fundamentais para o sustento da sociedade que ainda carece muito do serviço público de saúde”, lembrou.

Universalização

No último dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou que, até o meio deste ano, o Forma Pará estará presente em todos os 144 municípios do estado, o que significa a universalização do Programa, contando com os municípios já contemplados nas chamadas de 2019, 2020 e 2021. Em outubro do ano passado, o Forma Pará virou lei, o que permite a sua continuidade ao longo dos anos. Além disso, o Programa agora está apto a ofertar cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Processo seletivo 2022

Começam nesta segunda-feira (4) e vão até o dia 11 de abril as inscrições para o processo seletivo que oferta 190 vagas do Forma Pará em cinco municípios. No caso do edital que está aberto, os cursos serão ofertados pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Os cursos ofertados são Sistema de Informação, em Oeiras do Pará (30 vagas); Geoprocessamento, no distrito de Outeiro (40 vagas); História, em Curralinho (40 vagas); Letras – Língua Inglesa, em Viseu (40 vagas); e Agronomia, em Pacajá (40 vagas). A prova está prevista para o dia 8 de maio.

Termina ainda nesta segunda-feira (4) o prazo de inscrição em outras 1.210 vagas ofertadas pelo programa em 24 municípios. Pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), são ofertadas 400 vagas nos cursos de Bacharelado em Fisioterapia, em Conceição do Araguaia; Bacharelado em Enfermagem, em Bom Jesus do Tocantins, em  Rio Maria, em São Sebastião da Boa Vista e em Bragança; Licenciatura em Pedagogia em Marituba e em Santo Antônio do Tauá; Licenciatura em Letras – Libras, em Marituba. Cada um deles tem 50 vagas.

Por meio da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), são ofertadas 500 vagas nos seguintes cursos e municípios, sendo 50 vagas em cada: Agronomia em Jacundá, Baião, Augusto Correa, Igarapé Açu, Xinguara, Limoeiro do Ajuru e Santana do Araguaia; Engenharia Florestal em Pacajá; Zootecnia em Vitória do Xingu; e Medicina Veterinária em Portel.

Já pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), a chamada 2022 do Forma Pará oferta 210 vagas nestes cursos e municípios: Arquitetura  e Urbanismo em Redenção e Canaã dos Carajás (40 vagas); Geologia em Rondon do Pará (40 vagas); Medicina Veterinária em São Félix do Xingu (40 vagas); e Pedagogia em Tucuruí (50 vagas). E pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) serão 100 vagas com 50 alunos em cada turma do curso de Direito, em Alenquer, e Licenciatura em História, em Óbidos. Para estas instituições, a prova do processo seletivo está prevista para 1 de maio.

SERVIÇO
Os editais abertos estão disponíveis aqui.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

 

 

Categorias: Notícias

Sectet prorroga prazo para pré-matrícula em cursos pelo Pronatec

Sectet - ter, 05/04/2022 - 09:38
05/04/2022

São 2.870 vagas em cursos técnicos de nível médio na modalidade concomitante e de qualificação profissional

 

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica, responsável pela reestruturação, no Pará, do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), prorrogou até o dia 11 de abril as pré-matrículas para o preenchimento de 2.870 vagas em cursos técnicos de nível médio na modalidade concomitante e de qualificação profissional, por meio do programa, distribuídos em 15 municípios de sete regiões de integração do Estado. 

Os cursos são voltados para estudantes do ensino médio da rede pública, inclusive da Educação de Jovens e Adultos (EJA); trabalhadores; beneficiários titulares e dependentes dos programas federais de transferência de renda; e estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista integral.

O edital classifica como trabalhadores os empregados, trabalhadores domésticos, trabalhadores não remunerados, trabalhadores por conta própria, trabalhadores na construção para o próprio uso ou para o próprio consumo, de acordo com classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), independentemente de exercerem ou não ocupação remunerada, ou de estarem ou não ocupados, incluindo os agricultores familiares, silvicultores, aquicultores, extrativistas e pescadores.

Para os cursos técnicos de nível médio na forma concomitante estão abertas 680 vagas. Tais cursos são voltados para os candidatos que estejam cursando o Ensino Médio e tenham 17 ou mais anos. Os concluintes terão o diploma de técnico, conforme a legislação em vigor.

Já para os cursos de qualificação profissional são 2.190 vagas, em que está incluída a formação inicial de trabalhadores, os quais deverão desenvolver competências profissionais devidamente identificadas no perfil profissional de cada curso, que sejam necessárias ao exercício de uma ocupação com identidade reconhecida no mundo do trabalho, atendidos os pré-requisitos de ingresso especificados no edital, conforme a legislação em vigor.

As pré-matrículas ocorrem de forma exclusivamente on-line por meio de link disponível em banner de destaque no site da Sectet. O resultado do processo de pré-matrícula será divulgado no dia 12 de abril. O critério para efetivação das inscrições obedecerá aos critérios do edital quanto ao público prioritário e vagas remanescentes, sendo distribuídas na ordem de inscrição.

Os candidatos que excederem as vagas disponíveis por região de integração/ município/ escola/ curso/ forma/ turno na fase da pré-matrícula ficarão em lista de espera, classificados em ordem decrescente, observados os critérios do edital, e serão chamados para confirmação de matrícula, caso haja desistência dos candidatos pré-matriculados.

Ao final do preenchimento, será gerada a prévia do comprovante de pré-matrícula, que deverá ser revisada pelo candidato antes de concluí-la. Os candidatos pré-matriculados irão comprovar documentalmente as informações prestadas no ato da matrícula, sob pena de não fazendo ou de não confirmação das informações prestadas, perder a vaga pleiteada. O período de confirmação de matrículas será de 12 a 20 de abril de maneira presencial nas escolas. Os horários das confirmações de matrículas serão decididos pelas escolas, devendo abranger os três turnos, no caso das escolas que ofertam cursos e turmas no período noturno.

Para a confirmação de matrícula, o candidato deve levar original e cópia dos seguintes documentos: Termo de Compromisso e comprovante de inscrição; Certidão de Nascimento ou Casamento; Carteira de Identidade (RG) ou similar; Cadastro de Pessoa Física (CPF); Certificado ou declaração de Conclusão do Ensino Fundamental e, quando necessário ao curso, de ensino médio; Histórico Escolar do Ensino Fundamental e, quando necessário ao curso, de ensino médio; Comprovante de residência recente (água, luz, telefone fixo ou móvel); Duas fotos 3x4 recentes; Laudo médico quando o candidato alegar deficiência; Comprovante de que é beneficiário de programas de transferência de renda ou de seguro-desemprego;  Declaração de que foi bolsista integral em instituições privadas durante todo o ensino médio, quando for o caso; e comprovação de que é adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, quando for o caso.

Serviço: O edital completo com o detalhamento dos cursos e municípios está disponível na área de editais do site da Sectet.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Foto: Agência Pará

Categorias: Notícias

Saúde Bucal

Sectet - ter, 05/04/2022 - 08:10
05/04/2022

Relação dos aprovados do curso de formação de técnicos de saúde bucal - Cabanagem

APROVADOS

Categorias: Notícias

Forma Pará abre inscrições para mais 190 vagas em cinco municípios

Sectet - seg, 04/04/2022 - 11:35
04/04/2022

O Forma Pará inicia, nesta segunda-feira (4), a partir das 14 horas, as inscrições para a prova do processo seletivo especial que irá preencher mais 190 vagas de cursos de nível superior em cinco municípios do estado. Programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o Forma Pará conta com a parceria das prefeituras municipais e das Instituições de Ensino Superior (IES) para ser realizado.

Desta vez, o novo edital diz respeito aos cursos que serão executados pela Universidade do Federal do Pará (UFPA). Os cursos ofertados são Sistema de Informação, em Oeiras do Pará (30 vagas); Geoprocessamento, no distrito de Outeiro (40 vagas); História, em Curralinho (40 vagas); Letras – Língua Inglesa, em Viseu (40 vagas); e Agronomia, em Pacajá (40 vagas).

Como se inscrever

Para ter acesso ao editai completo e se inscreverem para realização da prova, os interessados devem acessar o site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do processo. Podem se inscrever todos aqueles que já concluíram o ensino médio ou equivalente. Candidatos que tenham cursado pelo menos um dos anos, ou estejam cursando o último ano do ensino médio no município/distrito em que o curso está sendo ofertado, ou que resida no município/distrito no qual o curso será ofertado há pelo menos um ano, a contar da data de publicação dos editais, terá um bônus de 10% na nota da prova objetiva. As inscrições podem ser feitas até 23h59 do dia 11 de abril. O valor da taxa de inscrição é 20 reais. Os candidatos que não puderem pagar o valor podem pedir isenção.

A Prova de Conhecimentos (parte objetiva) será composta de 32 questões, de múltipla escolha, com cinco alternativas cada, para que o candidato escolha apenas uma delas. Tal prova será constituída de quatro questões de cada uma das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia e Literatura. Já a prova de Redação em Língua Portuguesa valerá dez pontos e consistirá na elaboração de texto em que serão avaliados os seguintes aspectos: fidelidade ao tema, objetividade, coesão, coerência, progressão discursiva e aderência à norma culta. A data prevista para realização da prova é 8 de maio.

Outras instituições

Termina nesta segunda-feira (4) o prazo de inscrição em outras 1.210 vagas ofertadas pelo Forma Pará em 24 municípios. Pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), são ofertadas 400 vagas nos cursos de Bacharelado em Fisioterapia, em Conceição do Araguaia; Bacharelado em Enfermagem, em Bom Jesus do Tocantins, em  Rio Maria, em São Sebastião da Boa Vista e em Bragança; Licenciatura em Pedagogia em Marituba e em Santo Antônio do Tauá; Licenciatura em Letras – Libras, em Marituba. Cada um deles tem 50 vagas.

Por meio da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), são ofertadas 500 vagas nos seguintes cursos e municípios, sendo 50 vagas em cada: Agronomia em Jacundá, Baião, Augusto Correa, Igarapé Açu, Xinguara, Limoeiro do Ajuru e Santana do Araguaia; Engenharia Florestal em Pacajá; Zootecnia em Vitória do Xingu; e Medicina Veterinária em Portel.

Já pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), a chamada 2022 do Forma Pará oferta 210 vagas nestes cursos e municípios: Arquitetura  e Urbanismo em Redenção e Canaã dos Carajás (40 vagas); Geologia em Rondon do Pará (40 vagas); Medicina Veterinária em São Félix do Xingu (40 vagas); e Pedagogia em Tucuruí (50 vagas). E pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) serão 100 vagas com 50 alunos em cada turma do curso de Direito, em Alenquer, e Licenciatura em História, em Óbidos. Para estas instituições, a prova do processo seletivo está prevista para 1 de maio.

Universalização

No dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou que, até o meio deste ano, o Forma Pará estará presente em todos os 144 municípios do estado, o que significa a universalização do Programa, contando com os municípios já contemplados nas chamadas de 2019, 2020 e 2021. Em outubro do ano passado, o Forma Pará virou lei, o que permite a sua continuidade ao longo dos anos. Além disso, o Programa agora está apto a ofertar cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Serviço
Os editais estão disponíveis em https://portalfadesp.org.br/?page_id=316.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Prodepa e Seplad lançam versão avançada do sistema de processo eletrônico

Prodepa - seg, 04/04/2022 - 10:21

 

 

O PAE 4.0 traz mais funcionalidades e facilita o serviço de órgãos públicos, ao permitir o acesso responsável a partir de dispositivos móveis.

Tags: #prodepa #pae #tecnologiaportodoopara
Categorias: Notícias

PAE 4.0 traz novas funcionalidades para administração pública paraense

Prodepa - seg, 04/04/2022 - 09:40

O PAE atual funciona simultaneamente com o PAE 4.0 e, e a partir do lançamento da nova versão, será possível usar as duas versões.

Tags: #prodepa #TecnologiaAServiçoDoCidadão #pae
Categorias: Notícias

Programa Forma Pará inscreve para processo seletivo até o dia 4 de abril

Sectet - sex, 01/04/2022 - 11:17
01/04/2022

Os editais abertos ofertam 1.210 vagas para cursos pela Uepa, Ufra, Unifesspa e Ufopa, em 24 municípios paraenses

Terminam na próxima segunda-feira (4) as inscrições para a prova do processo seletivo especial do Forma Pará, para 1.210 vagas em cursos de nível superior em 24 municípios do Estado, referentes à primeira edição da chamada 2022. Programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o Forma Pará conta com a parceria das prefeituras municipais e das Instituições de Ensino Superior (IES).

Os editais abertos dizem respeito aos cursos que serão executados pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

Pela Uepa,  são ofertados os cursos de Bacharelado em Fisioterapia, em Conceição do Araguaia; Bacharelado em Enfermagem, em Bom Jesus do Tocantins, em  Rio Maria, em São Sebastião da Boa Vista e em Bragança; Licenciatura em Pedagogia em Marituba e em Santo Antônio do Tauá; Licenciatura em Letras – Libras, em Marituba. Cada um deles tem 50 vagas.

Por meio da Ufra, são ofertadas 500 vagas nos seguintes cursos e municípios, sendo 50 vagas em cada: Agronomia em Jacundá, Baião, Augusto Correa, Igarapé Açu, Xinguara, Limoeiro do Ajuru e Santana do Araguaia; Engenharia Florestal em Pacajá; Zootecnia em Vitória do Xingu; e Medicina Veterinária em Portel.

Pela Unifesspa, a chamada 2022 do Forma Pará oferta 210 vagas nestes cursos e municípios: Arquitetura  e Urbanismo em Redenção e Canaã dos Carajás (40 vagas); Geologia em Rondon do Pará (40 vagas); Medicina Veterinária em São Félix do Xingu (40 vagas); e Pedagogia em Tucuruí (50 vagas). Já pela Ufopa serão 100 vagas com 50 alunos em cada turma do curso de Direito, em Alenquer, e Licenciatura em História, em Óbidos.

Como se inscrever

Para ter acesso aos editais completos e se inscreverem para realização da prova, os interessados devem acessar o site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do processo. Podem se inscrever todos aqueles que já concluíram o ensino médio ou equivalente. Candidatos que tenham cursado pelo menos um dos anos, ou estejam cursando o último ano do ensino médio no município/distrito em que o curso está sendo ofertado, ou que resida no município/distrito no qual o curso será ofertado há pelo menos um ano, a contar da data de publicação dos editais, terá um bônus de 10% na nota da prova objetiva.

A prova Objetiva será composta por cinco questões, com quatro alternativas, de cada uma das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química e Biologia. Já a prova de Redação em Língua Portuguesa valerá dez pontos e consistirá na elaboração de texto em que serão avaliados os seguintes aspectos: fidelidade ao tema, objetividade, coesão, coerência, progressão discursiva e aderência à norma culta.

A data da prova agora é 1 de maio. Em breve serão divulgados também os editais para inscrições no cursos que serão executado pelo Instituto Federal do Pará (IFPA) e pela Universidade Federal do Pará (UFPA).

Universalização

No último dia 7 de março, o governador Helder Barbalho anunciou que, até o meio deste ano, o Forma Pará estará presente em todos os 144 municípios do estado, o que significa a universalização do Programa, contando com os municípios já contemplados nas chamadas de 2019, 2020 e 2021. Em outubro do ano passado, o Forma Pará virou lei, o que permite a sua continuidade ao longo dos anos. Além disso, o Programa agora está apto a ofertar cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

SERVIÇO

Os editais abertos até o dia 4 de abril estão disponíveis no portal da Fadesp, acesse aqui

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

 

Categorias: Notícias

Páginas