• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Sectet e instituições de ensino e pesquisa discutem Plano Diretor 2015-2019

Sectet - ter, 28/04/2015 - 15:19

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) sediou, na manhã desta terça-feira (28), uma reunião envolvendo os gestores de algumas das principais instituições de Ciência e Tecnologia da Amazônica Oriental. O objetivo foi apresentar o Plano Diretor da Sectet 2015-2019, que está em fase de elaboração, para levantar contribuições e aprimoramentos ao documento.

O titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, ressaltou a importância de envolver as instituições na elaboração do planejamento estratégico. “Passamos por um cenário marcado por contingenciamentos e crises. Não há possibilidade real de desenvolver a Educação Profissional, a Ciência e a Tecnologia no estado do Pará, se não estabelecermos parcerias e somarmos recursos de diferentes fontes. Por isso, é fundamental que nossas ações estejam alinhadas”.

Na ocasião, o diretor de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social, João Pinho, apresentou as ações prioritárias ligadas à sua área, tais como a conclusão da Infovia Sudeste do Pará do Programa Navegapará, a conclusão e consolidação do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), a implantação do Laboratório FarmaViva, em Santarém, a implantação da empresa pública de fármacos “ParaFarma”, a implantação de novas redes de pesquisa, o apoio a programas de bolsas de formação científica e o incentivo e expansão das ações de Indicação Geográfica de produtos como a “farinha de Bragança” e o “Queijo do Marajó”.

O diretor de Educação Técnica e Tecnológica, Luis Blasques, destacou as ações estruturantes ligadas a educação profissional e tecnológica, ressaltando, entre outras ações, a efetivação de vagas em cursos profissionais por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e do Programa Pará Profissional. Outro ponto que chamou a atenção dos gestores presentes foi a implantação de um sistema de Educação a Distância para cursos de educação técnica e tecnológica, classificada como necessária em um estado de dimensões tão grandiosas.

O secretário Alex Fiúza de Mello lembrou que, apesar do Plano Diretor estar em fase de elaboração, a Sectet já vem trabalhando na articulação com instituições ligadas aos governos estadual e federal, usando nossos recursos como contrapartidas em parcerias institucionais. Um exemplo é disso é o acordo de cooperação técnica celebrado em março deste ano entre Sectet e Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) para efetivação das vagas disponibilizadas pelo Pronatec. Outra iniciativa é o acordo que será assinado com o Banpará, já no mês de maio, visando à expansão da fibra óptica do Navegapará. “Temos o compromisso de fazer a sociedade entender que o conhecimento pode ter grandes impactos no desenvolvimento socioeconômico do nosso estado. Vamos fazer isso por meio de resultados”, frisou.

Contribuições - O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA), Emmanuel Tourinho, ressaltou que o documento sintetiza bem as demandas do setor e pontuou como positivo o alinhamento das ações previstas no Plano às propostas da Fapespa e a busca por promover ações focadas na articulação com o setor produtivo. “As universidades são capazes de gerar produtos e processos originais e inovadores, de alto potencial para impactar o setor empresarial, mas precisamos de instrumentos de apoio que integrem os interesses.”.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa),  Carlos Renato Francês, considerou que o Plano está muito bem elaborado, destacando que a reunião de trabalho realizada pela Sectet se configura como um privilegiado espaço de interlocução ao reunir algumas das principais instituições de ensino e pesquisa do estado. O pró-reitor ressaltou que os desafios das universidades interiorizadas são díspares daqueles encontrados na capital e, portanto, é muito importante pensar ações diferenciadas para elas, sobretudo, no que diz respeito a atração e fixação de recursos humanos qualificados. 

“Sem planejamento, não há como elevar o patamar do estado a um outro nível de desenvolvimento”. Foi desta forma que o diretor do Museu Paraense Emílio Goeldi, Nilson Gabas Júnior, abriu sua fala, elogiando a iniciativa da Sectet e apresentando suas críticas e sugestões de melhorias ao documento. “Temos consciência das limitações do orçamento do governo estadual para executar ações em C&T e, portanto, é preciso agregar a contribuição de mais instituições estratégicas de fomento para a captação dos recursos necessários para execução do Plano”.

A reitora da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Raimunda Monteiro, destacou o fato de o governo do estado se colocar como um elemento agregador no Plano. “Falando sob a perspectiva de uma universidade que se encontra na periferia geográfica do estado, a qual demanda todo um conjunto de infraestruturas para poder gerar um ambiente favorável à inovação, não vejo outra forma de alcançarmos isso se não for pela integração dos atores estratégicos”.

Perspectivas -  Uma versão preliminar do Plano Diretor 2015-2019 será lançada na primeira quinzena de maio e ficará disponibilizada no site da Sectet para acesso público por um mês. Durante este período,   representantes de toda a sociedade poderão enviar suas contribuições para aprimoramento do Plano Diretor.  “Desta forma, democratizamos, ainda mais, o processo de elaboração do Plano para que ele se efetive como uma agenda consensual das ações prioritárias ligadas setor de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional do estado e se desdobre em benefícios para toda a população”, ressaltou o titular da Sectet.

Texto: Ana Carolina Pimenta - Ascom Sectet

 

 

Categorias: Notícias

Governo Digital Mobile

Sectet - seg, 27/04/2015 - 13:47

"Governo Digital Pará" é um aplicativo destinado ao cadastro de demandas pelos cidadãos do Estado do Pará.

Desenvolvido pela PRODEPA, Empresa de processamento de dados do Estado do Pará, o app tem como funcionalidades a abertura de chamados baseados na geolocalização do usuário demandante, conforme o órgão de origem e os tipos de chamados autorizados por cada órgão. Este aplicativo é gratuito e qualquer cidadão poderá se cadastrar.

Cada usuário pode informar situações, reportar problemas e solicitar serviços a distância, de acordo com os tipos de demanda cadastrados pelo órgão público escolhido pelo mesmo.

Se interessou? Baixe o app no Google Play ou na AppStore

Link do aplicativo: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.pa.prodepa.govdigital
Categorias: Notícias

Palestra: Acesso ao Patrimônio Genético e Conhecimentos Tradicionais Associados

Sectet - seg, 27/04/2015 - 08:52

Palestra: Acesso ao Patrimônio Genético e Conhecimentos Tradicionais Associados
Data: 6 de maio de 2015
Hora: 16h
Local: Auditório do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) - travessa Enéas Pinheiro, Belém.

Data do Evento: quarta-feira, Maio 6, 2015
Categorias: Notícias

VEM PRO PARÁ

Sectet - sex, 17/04/2015 - 14:51

Seu guia de turismo virtual, de serviços úteis e localização em todo estado do Pará. Resultado de uma ação conjunta entre Sectet, Setur e UFPA, o aplicativo oferece roteiros turísticos para diversos perfis, atrações turísticas culturais e naturais com imagens e descrição. Disponibiliza informações essenciais para facilitar a hospedagem, alimentação, locação de veículos e etc. Conheça o Pará, o app "Vem pro Pará" será o companheiro essencial para suas viagens em todo Pará.

Se interessou? Baixe o app.

Link do aplicativo: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.app.vempropara&hl=pt_BR
Categorias: Notícias

SECTET na XIX Feira Pan-Amazônica do Livro

Sectet - sex, 17/04/2015 - 14:46
01/06 10h30 às 12h30: Apresentação oral de trabalhos Técnico-Científicos 14h30 às 17h30: Entenda sua fatura de Eletricidade e aprenda como reduzir seu valor 02/06 10h30 às 12h30: Benefícios da Internet e das Redes Sociais e cuidados no seu uso 14h30 às 17h30: Uso racional de Água e de Energia  03/06 10h30 às 12h30: Entenda sua fatura de Eletricidade e aprenda como reduzir seu valor 14h30 às 17h30: Introdução à construção de Sites na Internet  04/06 10h30 às 12h30: Uso racional de Água e de Energia 14h30 às 17h30: Benefícios da Internet e das Redes Sociais e cuidados no seu uso 05/06 10h30 às 12h30: Introdução à construção de Sites na Internet 14h30 às 17h30: Apresentação oral de trabalhos Técnico-Científicos

Temas das Oficinas:

1. Introdução à Construção de Sites na Internet

  • Ministrante: Prof. Dr. Aldebaro Barreto da Rocha Klautau Jr. (UFPA) e monitores
  • Descrição: O conteúdo aborda como a Internet funciona, seus protocolos e linguagens de programação (HTTP, HTTPS, HTML, Java Script); Hospedagem de sites; Blogs; Conceitos de Web Design; Introdução ao desenvolvimento de páginas para Internet em HTML; Introdução ao desenvolvimento de páginas para Internet usando software especializado; Exemplo prático de construção de página.

2. Uso Racional de Água e de Energia

  • Ministrantes: Prof. Dra. Luiza Carla Girard Mendes Teixeira (UFPA), Prof. Dr. Edinaldo José da Silva Pereira (UFPA) e monitores
  • Descrição: A oficina apresentará o cenário quantitativo e qualitativo das águas na região Amazônica, ressaltando as fontes de poluição, técnicas de tratamento, e medidas para utilização racional da água de consumo. Uma visão das características e aplicações de algumas fontes de energias renováveis, em especial a solar e a eólica, será também apresentada. Algumas aplicações serão ilustradas através de kits e programas computacionais educativos.

3. Benefícios da Internet e das Redes Sociais e os Cuidados no seu Uso

  • Ministrante: Prof. Dr.-Ing. João Tavares Pinho (UFPA) e monitores
  • Descrição: A oficina apresentará formas de utilização eficiente de pesquisa na internet e de utilização das redes sociais, destacando a importância de escolha de palavras chave adequadas e de sites confiáveis, bem como exemplificando alguns riscos envolvidos com essa utilização e maneiras de evita-los.

4. Apresentação Oral de Trabalhos Técnico-Científicos

  • Ministrante: Prof. Dr.-Ing. João Tavares Pinho (UFPA) e monitores
  • Descrição: A oficina abordará técnicas de apresentação de trabalhos técnico-científicos, destacando a importância da utilização de todos os recursos à disposição do apresentador, desde a preparação do material a ser apresentado até as técnicas utilizadas durante a apresentação propriamente dita, para que os resultados do trabalho possam ser devidamente compreendidos e valorizados pelo público alvo da apresentação.

5. Entenda sua Fatura de Eletricidade e Aprenda como Reduzir seu Valor

  • Ministrante: Prof. Dr. Luis Carlos Macedo Blasques (IFPA) e monitores
  • Descrição: A oficina apresentará em detalhes todos os conceitos presentes em uma fatura de energia elétrica, e também esclarecerá termos associados às faturas, importantes de serem conhecidos para que se obtenha redução no valor total a pagar.
Data do Evento: segunda-feira, Junho 1, 2015 a sexta-feira, Junho 5, 2015
Categorias: Notícias

Sectet e Fapespa lançam edital para incentivar projetos empresariais inovadores

Sectet - sex, 17/04/2015 - 14:07

Promover o aumento das atividades de inovação e a competitividade das empresas e da economia, ao apoiar o desenvolvimento de produtos e processos inovadores com a concessão de recursos econômicos, é o objetivo do Programa de Incentivo à Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte -- InovaPará/Tecnova, desenvolvido pela Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet).

vídeo: 
Categorias: Notícias

Rede Paraense de Tecnologias Sociais

Sectet - sex, 17/04/2015 - 14:03

A Rede Paraense de Tecnologias Sociais (RTS/PA) é um colegiado consultivo, integrado por um conjunto de instituições para coordenar, compartilhar e fomentar ações que contribuam com o desenvolvimento, reaplicação e difusão de Tecnologias Sociais em escala no estado do Pará. Coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Secti), a RTS/PA vai ao encontro das diretrizes do Governo do Estado, que preconizam a importância estratégica das Tecnologias Sociais como alternativas viáveis para o alcance do desenvolvimento econômico e socioambiental do Pará.

vídeo: 
Categorias: Notícias

Edital de lotes do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá é prorrogado para o dia 25 de junho

Sectet - sex, 17/04/2015 - 10:14

Empresas de base tecnológica com perfil inovador interessadas em se instalar no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, sediado em Belém, devem apresentar propostas no dia 25 de junho de 2015, às 9h, na sede do PCT Guamá, na UFPA – Campus Guamá.

 
Os interessados em participar da concorrência devem, obrigatoriamente, participar da visita técnica que será realizada no dia 11 de junho de 2015, com início às 9h, no auditório do CEAMAZON, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, Campus Universitário do Guamá, na Av. Perimetral da Ciência s/n, Km1 – Guamá, CEP.: 66.075-110, Belém(PA).
 
O edital prevê a concessão onerosa de uso de quatro lotes em áreas do parque, as metragens variam de 2.481,08 até 3.322,01 m² e se destinam à instalação de empresas e/ou instituições dedicadas à realização de atividades científico-tecnológicas, de atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação que estejam alinhados às áreas prioritárias de atuação do parque: biotecnologia, energia, tecnologia da informação e comunicação, tecnologia ambiental e tecnologia mineral. 
 
Instalado em 2010, o PCT Guamá tem o objetivo de estimular a criação de empresas de base tecnológica, contribuir para a maior fixação de capital intelectual na região e articulação dos agentes locais por meio de redes de cooperação. O parque reúne 18 empreendimentos em ciclos distintos (projeto, construção, implantação e operação). 
 
Facilidades – Dentre os incentivos fiscais para as empresas que irão implantar bases no PCT Guamá, alinhados à política adotada pelo governo do Estado do Pará, está o tratamento tributário diferenciado, em consonância com os objetivos da Lei nº 6.913, de 3 de outubro de 2006, que prevê as seguintes modalidades: diferimento na aquisição de matéria-prima importada sem similar nacional; diferimento na importação de máquinas e equipamentos desde que não exista similar nacional;  diferencial de alíquota quando adquiridas no Brasil;  crédito presumido nas vendas interestaduais dos produtos a serem comercializados e redução da base de cálculo nas vendas no Estado. 
 
Rede – Primeiro parque tecnológico em operação na Amazônia, o PCT Guamá tem gestão da Fundação Guamá, por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), a Universidade Federal do Pará (UFPA) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e conta com aporte financeiro da Sectet, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), por meio da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa).
 
Também tem o apoio da Embrapa Amazônia Oriental, da Eletrobras/Eletronorte, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Pará (Sebrae-PA), da Agência de Inovação da Universidade Federal do Pará (Universitec/UFPA), da Universidade do Estado do Pará (UEPA), do Banco da Amazônia, da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), do Centro Internacional de Negócios-Fiepa, do Programa Redes, do Núcleo de Inovação Tecnológica do Centro Universitário do Pará (Cesupa), e do Museu Paraense Emílio Goeldi e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).
 
Serviço
O edital está disponível no link www.comprasnet.gov.br. Pesquisar Concorrência 10/2014, processo nº 18220/2014, publicado no DOU de 5 de novembro de 2014, Pg. 93. Mais informações: (91) 3321-8900 - ascom@fundacaoguama.org.br.
 
Texto: Ascom PCT Guamá

Categorias: Notícias

Sectet reúne empresários paraenses para discutir a educação profissional no Estado

Sectet - qui, 16/04/2015 - 11:20

Com o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional no Pará, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), por meio de sua Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica, realizou na tarde de ontem, 14, uma reunião com mais de 30 representantes do empresariado paraense e de instituições públicas e privadas ligadas ao setor produtivo do Estado. A atividade ocorreu na sede da Associação Comercial do Pará (ACP) e contou com a parceria do Conselho de Jovens Empresários da ACP (Conjove).

A iniciativa se deu a partir da necessidade da Sectet de identificar as reais demandas das empresas paraenses para as proposições de cursos e eixos tecnológicos voltados à qualificação dos seus futuros profissionais e dos já atuantes nelas. “Queremos aperfeiçoar a oferta de cursos e de vagas de acordo com as necessidades dos segmentos empresarias atuantes nas regiões do Pará. Não havia esse tipo de articulação da forma como está acontecendo hoje para a construção de uma política voltada para a educação profissional e tecnológica no Estado”, explicou o diretor da DETT, Luis Blasques, durante a abertura da reunião. 
 
Com a palestra “A educação profissional como propulsor das atividades produtivas no Pará”, o diretor Luis Blasques explicou sobre a reestruturação da Sectet e apresentou as metas da DETT, que envolve a articulação com o setor empresarial para a criação de um comitê gestor para a educação profissional no Pará, o fortalecimento da cadeia local de fornecedores para reduzir a evasão de renda na região, além da proposição de novos cursos voltados à qualificação de pessoal local para atuarem em serviços e processos inovadores. 
 
No decorrer da reunião, a coordenadora de qualificação profissional da DETT, Sonia Mendes, apresentou o acordo de Cooperação Técnica celebrado em março deste ano entre a Sectet e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o qual prevê a redução do gargalo de recursos humanos qualificados para o setor produtivo nacional por meio da oferta dos cursos gratuitos de formação e qualificação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - Plano Brasil Maior (Pronatec-PBM).
 
O Programa utiliza a infraestrutura dos ofertantes de cursos do Sistema S, dos Institutos Federais e Estaduais de ensino, possibilitando tanto a requalificação de trabalhadores em atividade, quanto à formação de trabalhadores para ocupação de novas vagas nas áreas identificadas como de maior carência nos setores estratégicos do Plano Brasil Maior. 
 
“As necessidades de uma cidade para outra são diferentes, e diferem mesmo entre as regiões de uma mesma cidade também, por isso acho importante esse diálogo para aproximar as empresas locais das políticas públicas governamentais, apresentado diretamente as suas demandas quanto à qualificação dos profissionais atuantes nos diversos segmentos do setor produtivo e empresarial”, afirmou o presidente do Conjove, Fernando Severino. 
 
Os representantes empresariais que estiveram presentes na reunião farão um levantamento junto ao setor de recursos humanos de suas empresas para averiguar quais os perfis de profissionais que necessitam para melhorar o ambiente de negócios do Estado, cabendo à Sectet acatar esse levantamento para promover o equilíbrio entre demanda e oferta nas vagas por qualificação profissional do Pronatec-PBM em 2016. 
 
Texto e foto: Igor de Souza – Ascom Sectet 

Categorias: Notícias

Sectet prepara seu Plano Diretor para os próximos anos, com metas para a C&T e para a educação

Sectet - qui, 09/04/2015 - 11:15

Desde o início de fevereiro, os dirigentes da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) estão se reunindo periodicamente para construir o planejamento estratégico para o setor. A expectativa é de que ainda neste mês de março seja lançada uma versão preliminar do "Plano Diretor de CT&I e Educação Profissional 2015-2019 ", a qual será apresentada aos gestores, parceiros e representantes da sociedade para se ajustar aos diferentes interesses e resultar numa agenda consensual de desenvolvimento do Pará pautada pela educação e pelo conhecimento científico-inovador.

Ciência, Tecnologia e Inovação – Entre outras coisas, o Plano pretende definir as diretrizes que nortearão o incentivo a pesquisas voltadas ao desenvolvimento socioeconômico do estado. São ações focadas na atração e fixação de especialistas, implantação de redes de pesquisa em áreas estratégicas e concessão de bolsas de formação científica. O objetivo é contribuir para transformar conhecimento em benefícios para a sociedade.  
Outra diretriz que merece destaque é a consolidação e apoio à implantação de novos pólos e ambientes de inovação no estado. “Neste aspecto, temos o compromisso de concluir as obras do PCT Guamá e dar continuidade ao processo de apoio à implantação de novos parques tecnológicos, laboratórios e incubadoras de empresas”, ressalta o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello. Ainda no setor da inovação, serão executadas ações em prol do empreendedorismo inovador em todo o estado, com o propósito de incentivar empreendimentos que inovam em processos para agregar valor aos recursos naturais disponíveis.
 
 Para ampliar a conectividade das redes de comunicação nas regiões do Estado, o Plano prevê a expansão em, pelo menos, 1.500 km da rede de fibra ótica do Navegapará, além de aumentar e aperfeiçoar a rede de rádios do Programa. A meta é concluir, também, a Rota Marajó, que se estende até Breves, e concluir a Infovia do Sudeste do Pará, que chega até Redenção. 
Educação Técnica e Tecnológica - No que diz respeito à educação profissionalizante, a Sectet assume o desafio de reestruturar a política estadual de Educação Profissional, implementando o Pará Profissional e gerenciando, em âmbito estadual, as ações do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Diversas ações serão executadas de modo a avaliar, consolidar, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação técnica e tecnológica no estado. A Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica da Sectet tem trabalhado, também, nas parcerias e acordos para implantar um sistema de Educação a Distância nos cursos de educação profissional.  
Apesar do novo plano estratégico estar em fase de elaboração, o Plano Diretor 2011-2015 está vigente e, portanto, as atividades não estão suspensas. “Seguimos trabalhando para dar continuidade ao que já estava previsto de acordo com as  possibilidades de momento e em atendimento aos novos desafios postos à Secretaria pela recente reforma administrativa do Estado", acredita o secretário. 
 
Texto: Ana Carolina Pimenta - Ascom Sectet

Categorias: Notícias

Sectet, Sebrae Pará e PCT Guamá discutem parcerias para fomentar empreendedorismo inovador

Sectet - qui, 09/04/2015 - 10:24

O Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Pará) estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (6), na sede do PCT Guamá, para dialogar sobre a construção de uma parceria entre as instituições visando estimular ações integradas que fomentem o empreendedorismo e a inovação entre as micro e pequenas empresas no Pará.
 

A reunião contou com a presença do titular da Sectet, Alex Fiuza de Melo, além dos técnicos e dirigentes Ana Paula Vieira, Isaías Barbosa e João Paulo Pinho; do diretor-presidente e do diretor administrativo financeiro do PCT Guamá, Antônio Abelém e Márcio Pereira; e do diretor-superintendente do Sebrae Pará, Fabrizio Guaglianone.
 
O diretor-presidente do PCT Guamá, Antônio Abelém, abriu o diálogo apresentando a estrutura e as frentes de trabalho desenvolvidas pelo PCT Guamá, destacando as possíveis linhas de parcerias entre a instituição e o Sebrae Pará. “O PCT Guamá não foi pensado para ser somente um polo de concentração industrial, mas um local que agregue serviços e ofereça soluções e serviços voltados ao desenvolvimento de negócios, neste sentido, consideramos como estratégica a aproximação com o Sebrae Pará. A nossa meta, inclusive, é contar com uma unidade do Sebrae dentro do parque, para atender os empreendedores que irão circular no Espaço Inovação, unidade que será inaugurado ainda no final deste semestre e abrigará laboratórios de pesquisa e desenvolvimento (P&D), além de empresas e empreendimentos de pequeno e médio porte”, declarou.
 
O secretário Alex Fiuza de Melo destacou a localização estratégica como um dos principais atrativos do parque. “O PCT Guamá é um excelente ponto de convergência, pois está próximo a instituições de referência em pesquisa e desenvolvimento. Isto possibilita uma sinergia entre o setor produtivo e a academia, resultando em impactos positivos para os negócios paraenses. As três instituições têm capacidade para estruturar um programa de cooperação que crie uma cultura de cooperação entre a ciência, pesquisa e tecnologia no estado ”, afirmou.
 
O diretor-superintendente do Sebrae Pará, Fabrizio Guaglianone, avaliou a reunião positivamente. “A partir deste ponto vamos canalizar as demandas de forma articulada e desenvolver uma agenda de trabalho para atender as demandas dos grupos que frequentam o parque”, pontuou.
 
Rede – Primeiro parque tecnológico em operação na Amazônia, o PCT Guamá tem gestão da Fundação Guamá, por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), a Universidade Federal do Pará (UFPa) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e conta com aporte financeiro da Sectet, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), por meio da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa).
 
Também tem o apoio da Embrapa Amazônia Oriental, da Eletrobras/Eletronorte, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Pará (Sebrae-PA), da Agência de Inovação da Universidade Federal do Pará (Universitec/UFPA), da Universidade do Estado do Pará (UEPA), do Banco da Amazônia, da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), do Centro Internacional de Negócios-Fiepa, do Programa  Rede de Desenvolvimento de Fornecedores do Pará, do Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa) e do Museu Paraense Emílio Goeldi.
 
Texto e Foto: Juliane Frazão - Ascom PCT Guamá

Categorias: Notícias

Informática Básica

Sectet - qua, 08/04/2015 - 12:26
Infocentro do Navegapará oferta mais de 150 vagas para cursos de informática básica. Inscrições até 17 de abril

Infocentro do Navegapará oferta mais de 150 vagas para cursos de informática básica

 Estão abertas as inscrições para o 2º módulo dos cursos de informática básica ofertadas pelo Infocentro do Núcleo de Esporte e Lazer da Secretaria de Estado de Educação (NEL/Seduc), pertencente ao Programa Navegapará. Ao todo são 168 vagas destinadas à inclusão digital de estudantes, adultos e idosos que buscam capacitar-se para o uso das atuais Tecnologias de Informação e Comunicação.

leia mais

Categorias: Notícias

Páginas