• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Suíços apresentam energia solar em veículos aéreos

Sectet - qua, 14/10/2015 - 13:50
Informações: 

Estão abertas as inscrições para a mesa-redonda “Ciência na Amazônia: o projeto AtlantikSolar e os impactos e aplicações da energia solar”, que será realizada dia 19 de outubro, às 18h30, no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas. O evento, que terá a participação de pesquisadores do ETH Zurich (Instituto Federal Suíço de Tecnologia) e do embaixador da Suíça, André Régli, é gratuito e aberto ao público em geral.

Em pauta, as novas tendências sobre sustentabilidade e energia solar, em especial o uso desse tipo de energia em veículos aéreos não tripulados. De acordo com João Tavares Pinho, professor da Universidade Federal do Pará (UFPA) e Diretor de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (SECTET), instituições parceiras do projeto, a presença de cientistas suíços no Brasil pode abrir portas para possíveis cooperações entre instituições de ensino e pesquisa dos dois países.

O ETH Zurich é reconhecido como uma das maiores universidades de tecnologia e de ciências naturais do mundo, local onde 21 prêmios Nobel estudaram e conduziram suas pesquisas. E foram os cientistas do Laboratório de Sistemas Autônomos do ETH Zurich que desenvolveram o AtlantikSolar, um veículo aéreo não tripulado movido a energia solar, tecnologia que poderá ser conhecida durante a mesa-redonda. “A importância dos eventos relacionados ao AtlantikSolar é que proporcionam uma troca de experiências entre os cientistas da Suíça, que vão trazer seus conhecimentos sobre veículos aéreos não tripulados e energia solar, e os pesquisadores daqui, que têm experiência com aplicações regionais da energia solar”, destaca João Tavares Pinho.

Após a realização da mesa-redonda, no dia 22 de outubro, o AtlantikSolar faz pela primeira vez um voo fora da Europa, de Barcarena para Melgaço. O objetivo é comprovar a autonomia e a resistência da aeronave em condições climáticas diferentes das encontradas na Europa. Também serão coletados dados atmosféricos, importantes para validar ou complementar o estudo do funcionamento e dinâmica da floresta amazônica.

“O projeto conecta o Brasil e a Suíça e traz novas oportunidades para futuras colaborações e parcerias”, explica Mayra Castro, diretora da swissnex Brazil em São Paulo, instituição que executa o projeto no Brasil. O projeto faz parte do plano de comunicação da Suíça no Brasil, chamado “swissando”, que visa a estreitar laços culturais entre os dois países. Outros parceiros e apoiadores são o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), ligado ao Ministério da Defesa, Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (SEDEME), Associação Brasileira de Energia Solar (ABENS) e Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL).

Exposição

Em paralelo à mesa-redonda, haverá no dia 19 de outubro a abertura da exposição “AtlantikSolar – uma aventura histórica na Amazônia Brasileira”. No primeiro dia, o público poderá conhecer o AtlantikSolar de perto. Nos dias seguintes, a exposição continua com os painéis contando a aventura do veículo aéreo não tripulado e também um pouco sobre a colaboração entre Brasil e Suíça. A exposição permanece até o dia 24 de outubro, com visitação das 10 às 22 horas e entrada franca.

Serviço- As inscrições para a mesa-redonda são gratuitas e podem ser feitas no site www.swissnexbrazil.org. Haverá tradução simultânea durante o evento.

Fonte: http://www.ormnews.com.br/noticia/suicos-apresentam-energia-solar-em-vei...

Categorias: Notícias

Comunicado

Sectet - qua, 14/10/2015 - 11:29

Comunicado - Curso EaD homologa inscrições e selecionados têm até 19 para enviar documentos

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), por meio da Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica (DETT/SECTET), informa que as inscrições para o curso de extensão “Desenvolvimento e Integração Regional – Arranjos e Cadeias Produtivas no Estado do Pará” já foram homologadas.  

A Coordenação de Educação a Distância já entrou em contato por e-mail com todos os candidatos selecionados, comunicando a homologação e solicitando a documentação necessária para a efetivação da matrícula. A Secretaria atenta que é possível o e-mail ter chegado na caixa de spam dos selecionados e, portanto, é importante que todos os inscritos verifiquem essa pasta. 

Os aprovados devem enviar para o email "sectet.ceaddett@gmail.com" os seguintes documentos escaneados: comprovante de escolaridade superior; RG e CPF; Comprovante de vínculo funcional (se servidor público federal, estadual ou municipal); Comprovante de residência. O prazo para envio dos documentos digitalizados vai até o dia 19/10/2015 (pela manhã), quando iniciará o curso.

Mais informações pelo e-mail: sectet.ceaddett@gmail.com ou pelo telefone: 4009-2540.

 

Categorias: Notícias

Sectet oferta curso a distância gratuito para desenvolvimento das cadeias produtivas do Pará

Sectet - ter, 15/09/2015 - 10:45

Estão abertas as inscrições para o curso “Desenvolvimento e Integração Regional – Arranjos e Cadeias Produtivas no Estado do Pará”, promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), por intermédio de sua Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica. O curso é gratuito e será ofertado na modalidade a distância, com 100 vagas destinadas a técnicos e agentes ligados às políticas e ações de desenvolvimento das seguintes regiões do Estado: Metropolitana, Marajó, Xingu, Tapajós, Baixo Tocantins e Rio Caeté.

O curso pretende atualizar conhecimento dos atores envolvidos com as ações relacionadas à dinamização de arranjos e cadeias produtivas no estado, possibilitando práticas de identificação, inovações e organização para a eficiência, eficácia e efetividade do setor produtivo paraense, especialmente o que envolve médias, pequenas e micro empresas do Estado. “O ideal, nessa ação inédita da Secretaria, é que os inscritos atuem como agentes multiplicadores para o trabalho e organização de arranjos produtivos nos municípios que serão atendidos pelo curso”, acrescenta a coordenadora de educação a distancia da Sectet, Selma Leite.

Os interessados devem possuir nível superior, ter vínculo com políticas e ações ligadas ao desenvolvimento regional, ter interesse em trabalhar como multiplicador em cursos a distância e ter acesso à internet. O curso iniciará a partir do dia 19 de outubro deste ano e terá carga horária de 90 horas. Os inscritos terão até três meses para realizar as atividades propostas durante a capacitação por meio do “Moodle”, uma plataforma online de salas virtuais que propiciam aos participantes espaços interativos com fóruns temáticos, atividades teóricas e práticas de autoavaliação da aprendizagem.

As inscrições vão até o dia 30 de setembro e podem ser feitas por meio do preenchimento da ficha de inscrição que se encontra no endereço: http://ead.sectet.pa.gov.br/login/signup.php As inscrições passarão por uma avaliação interna e a homologação final será feita até o dia 19 de outubro. Todos os concluintes receberão certificados ao término do curso.

Serviço
Curso a distância “Desenvolvimento e Integração Regional – Arranjos e Cadeias Produtivas no Estado do Pará”
Inscrição: 15/09/2015 a 30/09/2015, pelo endereço:  http://ead.sectet.pa.gov.br/login/signup.php
Execução do curso: 19/10/15 a 19/01/16.
Mais informações: sectet.ceaddett@gmail.com, ou pelo telefone (91) 4009-2540.
 
Texto: Igor de Souza (Ascom Sectet)

Categorias: Notícias

Sectet assina acordos com Senac, Senai e Senar para fomentar formação profissional no Pará

Sectet - seg, 14/09/2015 - 13:36

Na manhã desta segunda-feira (14), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) assinou três importantes acordos de cooperação técnica envolvendo o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/PA), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/ PA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/PA). A formalização das parcerias visa à formação técnica e tecnológica de mão-de-obra para o desenvolvimento socioeconômico sustentável do estado do Pará.

A ação reflete os objetivos da Sectet de promover, coordenar e executar programas de formação profissionalizante nos níveis técnico médio, tecnológico superior e de pós-graduação, formação inicial e continuada, de qualificação e certificação de habilidades profissionalizantes. “Para gerar empregos e contribuir para o desenvolvimento econômico do estado é preciso que os cursos profissionalizantes atendam às necessidades do mercado de trabalho. Por isso, estamos somando esforços com o ‘Sistema S’, porque queremos ser um facilitador e um apoiador de seus projetos focados na qualificação dos paraenses”, justificou o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello.

Pela parceria com o Senai, o acordo prevê a realização de ações conjuntas para solucionar os gargalos de recursos humanos qualificados e especializados para os setores têxteis, joalheria, calçados, mineração, metal mecânica, automação industrial, construção civil e alimentos. Para o diretor regional do Senai,  Gerson Peres, o atraso do ensino profissional no Pará é imenso e o Governo do Estado, ao priorizar a implantação de uma política para o setor,  está no caminho certo para superar a defasagem.

Com o Senac, o acordo assinado tem como objetivo realizar ações conjuntas para o incremento da formação profissional, inovação e transferência de tecnologia para os setores de comércio de bens, serviços e turismo. Segundo o presidente do Conselho Regional do Senac, Sebastião de Oliveira Campos, o acordo com a Sectet vem será importante na identificação de demandas e na criação de novos cursos com conteúdos que contemplem as expectativas do setor produtivo. 

Já o acordo firmado com o Senar busca desenvolver ações de interesse comum focadas na formação profissional das pessoas do meio rural. O presidente do Conselho Administrativo do Senar, Carlos Fernandes Xavier, destacou que o Senar já atua na formação de técnicos agrícolas e profissionais do campo, mas acredita que a união com a Sectet possa ampliar os projetos. 

Texto: Ana Carolina Pimenta - Ascom Sectet

 

Categorias: Notícias

Laboratório de Instalações Elétricas da UFPA presta serviços gratuitos para famílias de baixa renda

Sectet - sex, 11/09/2015 - 16:30

O Laboratório de Tecnologias Avançadas em Iluminação e Instalações Elétricas do Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia da Universidade Federal do Pará (Ceamazon/UFPA) oferece serviço gratuito de elaboração de projetos de instalações elétricas residenciais para famílias que tenham renda de até três salários mínimos.

O projeto é voltado para residências de até 100m², mono ou bifásicas, que estejam em reforma, cujos moradores não tenham condições de contratar este tipo de serviço por um profissional da área de instalações elétricas. A partir de agendamento prévio, técnicos e discentes do laboratório realizam uma visita técnica à residência para verificar se ela se enquadra nos parâmetros pré-estabelecidos. Após, é gerada uma planta baixa e o projeto elétrico dentro dos parâmetros de segurança para a posterior execução por um profissional contratado pelo residente.

A ação visa a consolidação e o aprimoramento das atividades associadas aos projetos de extensão do laboratório. “É uma forma de oferecer aos discentes bolsistas e voluntários a oportunidade de realizarem atividades voltadas para a melhoria do processo de ensino-aprendizagem através de práticas de extensão”, afirma a professora Carminda Carvalho, coordenadora do laboratório.

Além da assessoria para a elaboração de projetos elétricos residenciais, o Laboratório de Instalações Elétricas da UFPA oferece palestras com orientações sobre o uso racional da energia elétrica, e alternativas para o ensino associado a eletricidade e eficiência energética voltados para escolas de ensino médio/e ou profissionalizantes que procuram uma melhor preparação dos estudantes para o ENEM e vestibulares.

Sobre o laboratório - O Laboratório de Tecnologias Avançadas em Iluminação e Instalações Elétricas da Universidade Federal do Pará é um dos laboratórios que compõem o Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia (Ceamazon). O Ceamazon é resultado de um convênio realizado no ano de 2006 entre a UFPA e a ELETROBRAS/PROCEL, com suas instalações localizadas no Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá, em Belém.

Serviço
Elaboração de projetos de instalações elétricas residenciais, orientações relacionadas ao uso correto de energia elétrica e palestras para alunos de ensino médio/e ou profissionalizante. Os serviços são gratuitos e podem ser agendados nos telefones (91) 3321-8907 ou (91) 3321-8908.

Texto: Ascom PCT-Guamá

Categorias: Notícias

Iasep realiza recadastramento de segurados

Sectet - qua, 02/09/2015 - 15:42

Iasep realiza recadastramento obrigatório de segurados a partir de setembro

O Instituto de Assistência dos Servidores do Pará (Iasep) inicia nesta terça-feira (1) o recadastramento dos segurados. Os servidores públicos da ativa, aposentados e pensionistas titulares do plano devem acessar o site o link RECADASTRAMENTO e fazer a atualização cadastral. Em caso de informações divergentes, os documentos comprobatórios da mudança devem ser encaminhados às unidades do Iasep.

De acordo com a Portaria nº 265/ 2015, o recadastramento será feito num período de 180 dias e é obrigatório para os 101 mil servidores titulares segurados, “sob pena de suspensão temporária do plano”. O prazo final para recadastramento é 27 de fevereiro de 2016 e os dados devem ser fornecidos exclusivamente via internet. “No caso de alteração, com a cópia da página de recadastramento, o titular deverá anexar os documentos comprobatórios exigidos na portaria e encaminhá-los Iasep”, diz o gerente de Cadastro, Renato César Vieira.

Os titulares do plano devem apresentar originais atualizadas, bem como as cópias das certidões negativas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Instituto de Gestão Previdenciária do Estado (Igeprev) e regime de previdência municipal, obrigatórias para a manutenção dos 21.920 genitores. A certidão municipal deve ser emitida pelo município onde mora o genitor. “Durante o período do recadastramento, o Iasep estará empenhado na análise das documentações dos 255 mil segurados do plano”, afirma Renato Vieira.

Faça agora o seu RECADASTRAMENTO.

Texto: Ettiene Angelim/Agência Pará de Notícias

Categorias: Notícias

Agência de Inovação Tecnológica da UFPA promove Desafio Universitário Inove+

Sectet - sex, 28/08/2015 - 15:41

Você sabia que o empreendedorismo é um dos grandes responsáveis pela geração de empregos e pela inovação no País? O Brasil é líder mundial em número de empreendedores. E esse potencial para os negócios pode ir ainda além: pesquisas apontam que 60% dos alunos da graduação têm interesse em empreender. Em busca de incentivar a criação e o amadurecimento de ideias inovadoras com potencial para gerar negócios, a Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio da Agência de Inovação Tecnológica (Universitec), lança o Desafio Universitário Inove+ 2015, que distribuirá R$ 7 mil em prêmios. As inscrições iniciam-se nesta segunda-feira, 17, no site do evento. Basta se cadastrar, preencher o formulário e pagar a taxa. Livros serão arrecadados como parte do valor da inscrição e doados para a Instituição Espaço Cultural Nossa Biblioteca, que atende crianças e jovens do bairro Guamá, em Belém.

A iniciativa promoverá uma competição de ideias de soluções inovadoras de todas as áreas do conhecimento e está aberta a todos os alunos de graduação e pós-graduação das Instituições de Ensino Superior do Pará, públicas e privadas. Trata-se de uma competição durante a qual os participantes receberão orientação de profissionais especializados e de empreendedores com experiências de sucesso. As ideias serão avaliadas e as melhores serão premiadas.

O Desafio Inove+ objetiva estimular o processo de geração de ideias criativas, a partir do conhecimento gerado nas universidades, que busquem solucionar problemas apresentados pelos mais diversos segmentos da sociedade e proporcionar o engajamento de entidades parceiras em torno do desafio maior, que é transformar problemas em oportunidades e ideias em possibilidades de grandes negócios.

Inscrições - Os competidores poderão se inscrever nas categorias: Formulador - aquele que tem uma ideia passível de aprimoramento, capaz de criar potencial para gerar negócio, a taxa é de R$ 28 + 1 livro novo ou usado; Colaborador - aquele que possui interesse, habilidades ou conhecimentos úteis ao processo de aprimoramento de ideais, a taxa é de R$ 28 + 1 livro novo ou usado; Observador - participantes interessados em participar de oficinas e palestras de formação empreendedora, assistir aos eventos de formação de equipe e da grande final, a taxa é de R$ 8,00  + 1 livro novo ou usado.

Premiação - Dez ideias serão classificadas para a grande final. Serão contemplados os três primeiros colocados: R$ 2.500 para o primeiro lugar; R$ 2 mil para o segundo lugar; e R$ 1.500 para o terceiro lugar.  As propostas eliminadas poderão concorrer a um prêmio especial que contará com a participação do público na escolher da ideia que será agraciada com o Prêmio Superação no valor de R$ 1 mil. Todos os contemplados receberão, ainda, um pacote de capacitação e consultoria em desenvolvimento de produto, gestão, finanças, inovação, propriedade intelectual, negociação, captação de recursos e mercado dentro do StartupLab Universitec.

Sua instituição pode participar - Entre as novidades da edição 2015 do Desafio, está a maior articulação com diversas instituições de ensino. A IES que quiser ser parceira da competição pode contatar os organizadores e solicitar receber a Oficina de Criação e Validação de Ideias, que objetiva discutir os passos introdutórios ao empreendedorismo e despertar nos alunos de ensino superior o potencial empreendedor. A ação é gratuita. Para saber detalhes, entre em contato via e-mail empreendedorismo.ufpa@gmail.com, ou pelo fone: (91) 3201-8022.

Serviço - Inscrições para o Desafio Inove + 2015: de 17 de agosto a 12 de setembro pelo site do evento. Informações 3201-8022.

Texto e arte: Divulgação Universitec

Categorias: Notícias

Sectet assina acordo com empresas de transmissão de energia para ampliar Navegapará

Sectet - qua, 26/08/2015 - 10:38

Governo estadual levará banda larga para mais doze municípios
 
A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) e as empresas Linhas de Xingu Transmissora de Energia S/A (LTXE) e Linhas de Macapá Transmissora de Energia S/A (LMTE) assinaram dois importantes termos de cooperação técnica que permitirão ao Governo do Estado usufruir da infraestrutura de telecomunicações já instalada para poder criar novas cidades digitais do Navegapará, interligando, por meio de fibras ópticas, escolas, hospitais e outras instituições públicas em doze municípios paraenses. 
 
 A LXTE e a EMTE são empresas que atuam no Pará na construção, operação e manutenção de linhas de transmissão de energia. Em troca de incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Pará, as empresas cederão, por 25 anos, um par de fibra óptica em cada trecho das linhas de transmissão para uso social. O titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, esclarece a importância dos acordos. “Com as parcerias, mais municípios passarão a ser beneficiados com a internet de banda larga do Navegapará. A intenção do Governo do Estado é expandir esse acesso, melhorar a qualidade dos serviços públicos e ampliar o número de cidadãos beneficiados com novas cidades digitais e centros comunitários de inclusão digital”.

A previsão é de que o projeto de interligação dos municípios, por meio da construção de novas infovias do Navegapará, esteja concluído até 2016. Para o presidente da Prodepa, Théo Pires, a oportunidade de disponibilizar acesso à rede estadual de dados para novos municípios através de fibra óptica vai ao encontro da necessidade de ampliar a integração entre as regiões do Estado do Pará com o objetivo de reduzir desigualdades.
 
Infraestrutura de mais de 1000 km - Com a LTXE, o Termo de Cooperação prevê a expansão do trecho entre os municípios de Tucuruí (PA) e Jurupari (PA), totalizando aproximadamente 500 km de extensão.  A partir da implantação do sistema de compartilhamento do cabo óptico, os municípios de Tucuruí, Pacajá, Anapu, Vitória do Xingu e Porto de Moz passarão a contar com conexão à internet do Navegapará e se transformarão em Cidades Digitais, com todas as vantagens que isso representa. 
 
A parceria com a empresa LMTE inclui a implantação do trecho entre Oriximiná (PA) e Macapá (AP), com extensão total aproximada de 695 Km. Serão beneficiados os municípios de Oriximiná, Óbidos, Curuá, Alenquer, Monte Alegre, Prainha e Almerim.
 

Texto: Ana Carolina Pimenta - Ascom Sectet

Categorias: Notícias

Expansão do Navegapará interligará treze municípios paraenses com fibra óptica

Sectet - ter, 25/08/2015 - 20:28

Um Termo de Cooperação Técnica e Financeira assinado entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e o Banco do Estado do Pará (Banpará), com interveniência da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), vai garantir a implantação de uma infraestrutura que levará internet de alta capacidade e velocidade a treze municípios paraenses. Ao todo, serão investidos cerca de R$ 10,8 milhões para a construção de 450 km de infovias de fibra óptica. 

Atualmente, boa parte das cidades interligadas é atendida por um sistema de comunicação via satélite que, além de caro, é de baixa velocidade, o que contribui para retardar os serviços prestados pelo Banpará, por exemplo. Com a assinatura do novo termo, diversos postos e agências de atendimento bancário dos municípios de Abaetetuba, Barcarena, Vila do Conde, Santa Maria, Castanhal, Marabá, Eldorado dos Carajás, São Miguel do Guamá, Irituia, Mãe do Rio, Aurora do Pará, Ipixuna do Pará e Paragominas serão interligados à Rede Corporativa Governamental do Navegapará (Rede Gepa) e poderão oferecer um serviço mais ágil aos cidadãos.

O acordo prevê, ainda, que a Sectet poderá compartilhar a infraestrutura de comunicação em fibras ópticas com outras instituições governamentais, como escolas e hospitais. O titular da Secretaria, Alex Fiúza de Mello, avalia as vantagens da parceria. “Além de modernizar a gestão pública, a expansão do Navegapará, por meio da implantação de infovias, permitirá aos municípios reduzir gastos, aperfeiçoar ferramentas on line de educação e saúde pública, assim como oferecer uma outra base logística para geração e atração de negócios”, destaca.

Para o presidente da Prodepa, Theo Pires, o trabalho integrado vai beneficiar diretamente a população, através da disponibilização de novos serviços públicos por meio da rede de dados de alta capacidade em fibra óptica.

Parceria de sucesso - A parceria com o Banpará teve início em 2012, quando foi assinado convênio para conexão do Banco à Rede Metropolitana Metrogepa. Atualmente, todas as agências da capital já contam com internet do Navegapará. A incorporação resultou em uma economia mensal de R$ 200 mil para o Banco e aumento na agilidade dos serviços prestados aos cidadãos. Com a nova rede, as agências do Banpará situadas nos treze municípios contemplados passarão a contar com internet de 10Gbps. “Isso representa um salto de qualidade e velocidade 10.000 vezes maior. Apesar do investimento elevado, esse projeto tem uma expectativa de retorno avaliada em quatro anos,isso  sem considerarmos a possibilidades de expansão futura para as cidades adjacentes à rota”, ressalta o diretor presidente do Banpará, Augusto Amorim Costa.

Texto: Ana Carolina Pimenta (Ascom Sectet)

Categorias: Notícias

Páginas