• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Infovia ampliará acesso à internet pelo Navegapará em municípios da região nordeste

Prodepa - ter, 27/09/2016 - 10:39
26/09/2016 - 10:30

Uma infovia de fibra óptica será instalada entre os municípios de Peixe-Boi e Capanema, no nordeste paraense, para levar internet de qualidade e baixo custo aos campi da Universidade Federal do Pará (UFPA) e aos órgãos estaduais, como hospitais, escolas e delegacias, situados em diversos municípios da região. A parceria firmada entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) e UFPA vai garantir a implantação da infovia.

A iniciativa dá sequência e amplia o Acordo de Cooperação Técnica e Financeira assinado pelas instituições em 2013, destinado a viabilizar a expansão do Programa Navegapará.

Além da estrutura de fibra óptica, a parceria prevê a implantação de um sistema de rádio de micro-ondas para transporte de dados em localidades existentes na rota entre os municípios de Santa Maria do Pará e Salinópolis, e Santa Maria do Pará e Bragança. “A Sectet e a Prodepa estão se esforçando bastante para garantir internet confiável e de baixo custo nas cidades paraenses por meio da captação de parceiros regionais para viabilizar essa meta. A UFPA certamente é um deles por estar presente em diversos municípios através de seus campi e núcleos”, ressalta o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello.

No máximo em dois anos a capacidade de internet deverá ser ampliada nos campi e polos da UFPA, permitindo, por exemplo, a oferta de cursos a distância à população dos municípios contemplados.

Agência Pará

Tags: Infovia fibra óptica Internet
Categorias: Notícias

Prodepa recebe Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web

Prodepa - seg, 19/09/2016 - 09:34
16/09/2016 - 09:30

O a1br.org - o primeiro portal de notícias acessível do Brasil, desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) em parceria com a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) conseguiu o terceiro lugar na categoria Projetos Web Sociedade na quarta edição do “Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web - Todos@web”. O analista de sistemas e idealizador do projeto, Edinamar Corrêa, participou da cerimônia de premiação na noite desta quinta-feira (15) no Rio de Janeiro.

O portal a1br.org possui um mecanismo que possibilita fazer uma varredura nos grandes portais de notícias e "capturar" os conteúdos principais tornando-o limpo e acessível, facilitando assim a sua leitura, principalmente por pessoas com deficiência visual e intelectual. Banners, imagens e propagandas não interessam para pessoas cegas ou com baixa visão. Este excedente é retirado, permanecendo apenas o que interessa, o conteúdo.

Com um layout limpo, é possível que os programas de leitura de tela identifiquem o mais importante dentro de uma página, o conteúdo, e façam uma leitura sem interferências. No caso específico das pessoas com deficiência visual, o sistema está preparado para ser utilizado por diferentes leitores de tela como NVDA, Jaws, Virtual Vision, Dosvox, entre outros.

As notícias são atualizadas automaticamente. E tudo foi produzido com tecnologias livres, o único custo é com a hospedagem do site. O portal é mobile, é possível acessar por dispositivos móveis, mas a ideia é desenvolver um aplicativo também. Para a execução do projeto foi assinado um termo de cooperação entre a Prodepa e a Ufra para tratar a questão de tecnologia e acessibilidade. A equipe coordenada por Edinamar é composta pelos pesquisadores da Acessar/Ufra (Andréa Miranda e Greyson Santos); por Luiz Guilherme F. Cruz e Tiago Sousa, da Prodepa.

Responsabilidade Social - Com a intenção de promover a acessibilidade na web, a Prodepa vem desde 2006 pesquisando, construindo e implementando websites governamentais e projetos internos, conceitos e boas práticas de acessibilidade nos seus produtos. Os sites desenvolvidos pela Prodepa oferecem aumento do tamanho do texto, tabulação de um ponto para outro na tela feita de forma linear, o que ajuda os programas de leitura a ler adequadamente as informações disponíveis, e um layout em quatro cores diferentes, recursos voltados para pessoas com deficiências visuais.

Promovendo oficinas, participando de painéis, palestras e seminários, a Prodepa também ajudou a promover a acessibilidade na web em todo o Estado. As ações tiveram o propósito de divulgar os conteúdos disponíveis na internet, permitindo que informações e serviços destacados pelo governo possam ser acessados pelo maior número possível de pessoas. Para o Estado é muito importante que a população acesse os serviços públicos, independentemente de sua condição.

A premiação tem como objetivo promover nacionalmente o acesso à internet, de forma a conscientizar criadores e homenagear pessoas que se destacaram em atividades destinadas a promover o acesso a web e ações em prol do acesso de pessoas com deficiências na web.

A categoria Projetos Web pretende reconhecer publicamente websites que utilizem corretamente os padrões web, que apliquem as diretrizes de acessibilidade do W3C e não criem barreiras para que pessoas com deficiências os acessem. Além de características técnicas, foram levadas em consideração a criatividade e usabilidade no projeto web. O objetivo é premiar a iniciativa e o esforço da implementação da acessibilidade nos projetos web. A Prodepa já havia recebido menção honrosa na primeira edição, e chegou a final na segunda edição, na categoria Instituição.

Asscom Prodepa

Tags: Acessibilidade Prêmio web
Categorias: Notícias

Sectet ofertará capacitações profissionais em dez municípios da Região do Xingu

Sectet - sex, 16/09/2016 - 15:38
16/09/2016

Ofertar 700 vagas em cursos de formação continuada para trabalhadores em educação de jovens e adultos (EJA) em dez municípios da Região do Xingu. Essa é a meta do Projeto 227/2015, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), e aprovado no Edital de 2015 do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX). Para apresentar o projeto e consolidar parcerias, a Sectet, por meio da Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica, realizou, de 12 a 15 de setembro, três seminários nos municípios de Altamira, Medicilândia e Vitória do Xingu.

Entre as ações inclusas no Projeto, destaca-se a oferta do curso “Aprimoramento de Práticas Educativas com uso de instrumentos didáticos para a dinâmica produtiva”, que tem por objetivo qualificar os trabalhadores em educação da rede pública de ensino que atuam na EJA, que serão multiplicadores das práticas educativas para os demais professores da rede. O curso será de 40 horas e está previsto para ocorrer de 07 a 11 de novembro deste ano, em Altamira (PA).

“A Educação de Jovens e Adultos no estado necessita de um olhar diferenciado, diretamente relacionado com o setor produtivo, pois seu público-alvo, em geral, já está inserido no mercado de trabalho ou pretende acessá-lo tão logo conclua sua formação básica”, destaca o Diretor de Educação Técnica e Tecnológica da Sectet, Luis Blasques.

Participaram dos seminários secretários de Educação, coordenadores da EJA e representantes dos Sindicatos dos Trabalhadores em Educação dos municípios de Altamira, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Vitória do Xingu e Brasil Novo, além do Instituto Avaliação (gestora do PDRSX) e da câmara técnica de Educação do PDRSX. Na ocasião, os secretários assinaram o Termo de Adesão ao Projeto 227/2015 e se comprometeram a auxiliar a Sectet a executar as ações previstas.

Confira mais fotos dos seminários aqui.

Texto: Ana Carolina Pimenta (Ascom Sectet)

Categorias: Notícias

PDRS Xingu

Sectet - sex, 16/09/2016 - 13:51

Ofertar 700 vagas em cursos de formação continuada para trabalhadores em educação de jovens e adultos (EJA) em dez municípios da Região do Xingu. Essa é a meta do Projeto 227/2015, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), e aprovado no Edital de 2015 do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX). Para apresentar o projeto e consolidar parcerias, a Sectet, por meio da Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica, realizou, de 12 a 15 de setembro, três seminários nos municípios de Altamira, Medicilândia e Vitória do Xingu.

Categorias: Notícias

Aplicativo Governo Digital garante ao cidadão acesso a serviços do Estado

Prodepa - qui, 15/09/2016 - 08:41
14/09/2016 - 08:30

Imagine a praticidade de consultar um serviço público pelo smartphone ou tablet. Aproximar o cidadão de seus direitos por meio de um aplicativo para dispositivos móveis é o objetivo do Governo Digital Mobile, sistema desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), que permite ao usuário gerar e fiscalizar demandas de órgãos como a Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Corpo de Bombeiros, entre outros.

‘’Com o aumento do uso de dispositivos móveis, essa forma de comunicação torna a relação entre população e gestão pública mais prática, transparente e barata. O aplicativo funciona como uma central de serviços. Qualquer cidadão pode usar gratuitamente’’, explica o diretor de Desenvolvimento de Sistemas da Prodepa, Lourenço Monteiro. Desde quando foi lançado, em dezembro de 2014, o aplicativo – disponível nas plataformas Android e iOS – já teve cerca de 2,3 mil downloads. Para acessar, basta se cadastrar com o preenchimento de um formulário básico.

Em 2015, o Governo Digital Mobile foi eleito pelo prêmio E-Gov um dos 20 melhores cases do Brasil na categoria E-Serviços Públicos. Lourenço Monteiro conta que a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação da Bahia (Prodeb) estudou o aplicativo com o apoio da equipe de desenvolvimento da Prodepa para implementar o sistema no Estado nordestino.

O Governo Digital Mobile é semelhante a aplicativos como o Colab e o norte-americano Citizen Insight, que têm as mesmas funções. O primeiro é brasileiro e foi eleito o melhor aplicativo urbano do mundo pela AppMyCity, em 2013. O segundo é o oficial da Prefeitura de Boston, Massachussets. ‘’A diferença consiste no compromisso de quem se envolve. Em um aplicativo oficial, como o Governo Digital Mobile, a notificação da demanda sempre será registrada, analisada e operacionalizada por uma equipe diretamente ligada ao órgão solicitado, porém, em um não oficial, não. Isto aumenta a credibilidade entre o emissor e receptor da demanda’’, explica o diretor de Desenvolvimento da Prodepa.

Cosanpa na palma da mão

A Cosanpa é um dos órgãos que podem ser acessados pelo Governo Digital Mobile. O cidadão pode, por exemplo, informar sobre vazamentos. ‘’A Cosanpa está no aplicativo desde 2014. Até hoje foram registradas 460 demandas, a maioria de serviços que não estão inclusos ainda, como religamento. Apesar disso, atendemos. Até hoje já solucionamos 437 casos, e 17 estão em análise. Outras cinco demandas não foram localizadas por imprecisão no endereço, e uma por ser um caso de alta complexidade. Quando um caso é solucionado, a pessoa que gerou a demanda é notificada sobre o fim do problema’’, detalha o gerente da Unidade Executiva de Produtos e Serviços da Cosanpa, Edson Cardoso.

Usuária do Governo Digital Mobile há três meses, a funcionária pública Amanda Carmona conta que fez o download do aplicativo por conta de um vazamento de água na rua em que mora, no bairro de Nazaré. ‘’Notifiquei a Cosanpa e o problema foi resolvido em 48 horas. Eu não esperava que fosse surtir efeito, mas me enganei. Superou minhas expectativas’’, avalia ela, que recomenda a ferramenta aos familiares e amigos. ‘’Nunca sabemos quando podemos precisar, então é bom ter uma opção de solução na palma da mão’’.

Serviços disponíveis:

Procon – Denúncias;

Cosanpa – Notificação de vazamento;

Ponto Cidadão – Problema na emissão de boletim de ocorrência, boletim de mal atendimento, assalto a ônibus, assalto em posto de saúde e notificação sobre violência em ambiente escolar;

Semas – Notificação sobre desmatamentos;

Corpo de Bombeiros – Notificação sobre incêndios;

Prodepa – Notificação sobre hotzone sem sinal de internet.

Por Sérgio Moraes

Tags: Governo digital serviços públicos aplicativo
Categorias: Notícias

Prêmio Excelência em Governo Eletrônico 2016

Prodepa - qua, 14/09/2016 - 16:36
15/09/2016 - 16:30

Já estão abertas as inscrições para a 15º edição do Prêmio e-Gov, que apresenta e reconhece as melhores iniciativas de TIC no setor público. O objetivo da premiação é incentivar o desenvolvimento de projetos e soluções de governo eletrônico na administração pública, além de divulgar ações que, com o uso da tecnologia da informação, possam oferecer benefícios aos cidadãos.
 

Além da visibilidade, os autores de projetos finalistas irão ao SECOP 2016 – Seminário Nacional de TIC para a Gestão Pública – com tudo pago pela ABEP – Associação Brasileira de Entidades Estaduais de TIC – (o evento será de 9 a 11 de novembro, em Manaus). E o grande vencedor, que será conhecido na abertura do SECOP, terá a oportunidade de palestrar no evento e ainda receberá R$ 10 mil em dinheiro.
 

Podem participar pessoas do setor público que tenham algum case de sucesso na área de TI. São aceitos projetos nas categorias: “e-Serviços Públicos” e “e-Administração Pública”.  As inscrições podem ser feitas até dia 30 de setembro, pelo site www.premioegov.org.br.
 

Sobre o Prêmio e-Gov
Criado em 2002, o Prêmio e-Gov é uma iniciativa da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP) e do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Confira o regulamento detalhado aqui.  
 
ABEP
 

A Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação atua no fortalecimento da cooperação entre suas associadas em todo o País há quase quatro décadas.
 

Missão
Promover a cooperação entre as suas associadas e participar efetivamente na formulação de políticas públicas de TIC, nas diversas esferas governamentais, visando ao fortalecimento da informática pública como instrumento de gestão, prestação de serviços e cidadania.
 

As Associadas
As entidades associadas da ABEP atuam na busca da modernização administrativa, aliada à qualidade e produtividade dos serviços que os governos estaduais prestam à sociedade em setores como educação, saúde, transportes, segurança pública, habitação, entre tantos outros.
 
Mais informações:
Assessoria de Imprensa – BASIC Comunicação
www.basic.inf.br
(11) 2309-0122

 

Tags: e-gov governo eletrônico prêmio
Categorias: Notícias

Minicursos abordam legislação ligada ao empreendedorismo e ao mundo do trabalho

Sectet - ter, 13/09/2016 - 13:29
13/09/2016

Com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Agência de Inovação Tecnológica da UFPA (Universitec), por meio da Incubadora de Empresas (PIEBT) e da Coordenadoria de Empreendedorismo, realizará três minicursos com vistas a preparar empresários, estudantes e trabalhadores em relação ao empreendedorismo e as possibilidades de inserção e crescimento no mercado.

No dia 19, das 14h às 17h, a Universitec ofertará o minicurso “Direito Societário: Quero montar uma empresa/sociedade. E agora?”. O objetivo é explicar mais profundamente o que é o direito societário, as questões relacionadas à sociedade empresarial, tipos de sociedade e responsabilidades de sócios e administradores, a fim de indicar os aspectos da legislação referentes à formação de um negócio por meio de parcerias. O curso tem 40 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas até às 17h do dia 18/09.

O ministrante do curso é Renan Vieira da Gama Malcher, que é presidente da Comissão de Direito Empresarial da OAB/PA e presidente do Instituto Paraense de Direito Comercial (IPDCOM), além de ser mestrando em Direito Comercial na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, com ênfase em direito societário e bancário.

No dia 20, das 14h às 19h, serão ofertados os minicursos “Direito Tributário: o que são tributos e impostos e o que isso tem a ver comigo?” e “Direito do Trabalho: Qual a minha responsabilidade como empresa e como sócio?”. O primeiro busca explicar conceitos sobre impostos e tributações, dar noções básicas sobre o planejamento tributário e falar sobre a responsabilidade de uma empresa enquanto contribuinte. O ministrante será Bernardo de Paula Lobo, que é assessor jurídico da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e possui MBA em Direito Tributário pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

Já o curso sobre Direito do Trabalho vai abordar as configurações das relações de emprego, o custo do trabalhador para uma empresa, questões que envolvem os riscos da contratação de colaboradores via CNPJ e a responsabilidade trabalhista de uma instituição enquanto contratante de mão de obra. Quem ministrará é a mestre em Direito do Trabalho Jacqueline Vieira da Gama Malcher.  As inscrições vão até o dia 19 de setembro, às 17h.

Os minicursos ocorrerão no auditório da Universitec, localizado na UFPA, Campus do Guamá, setor profissional próximo à ponte do Vadião. As inscrições são realizadas pelos formulários de pré-inscrição disponível no site (www.universitec.ufpa.br) e mediante pagamento do valor de R$ 10 reais, na secretaria da Universitec. Mais informações pelo email: piebt.ufpa@gmail.com ou pelos telefones 3201-8022/98153-3518.

(Com informações da Ascom Universitec)

Categorias: Notícias

Navegapará começa a controlar acesso por exigência do Marco Civil da Internet

Prodepa - seg, 05/09/2016 - 16:03
03/09/2016 - 15:30

Já está em fase de teste o controle de acesso à rede de Internet Wi-Fi livre e gratuita do Navegapará. O objetivo é registrar todos os usuários dos hotzones (pontos de acesso livre à internet) do Estado, em função de uma exigência do Marco Civil da Internet. A solução está sendo utilizada em caráter experimental, o piloto de autenticação foi feito na Estação das Docas.

De acordo com Fernando Nunes, diretor de Tecnologia e Comunicação, a Prodepa criou um sistema para gerar login e senha aos usuários - o acesso continuará gratuito, mas os usuários terão de se cadastrar para usar a rede sem fio. "No sistema de identificação e controle, nós temos um cadastro único para toda a rede de acesso livre do Estado. A pessoa se cadastra com e-mail, celular e, a partir dessa identificação, não precisa mais se cadastrar, apenas se autenticar", afirmou o diretor.

Até o momento não existe identificação do usuário que se conecta ao Navegapará, e uma vez conectado, em qualquer área que ele for poderá se conectar automaticamente. Por exemplo, se ele se conectar em Vigia, quando chegar a Belém, num espaço que disponha de hotzones do Navegapará, como a Estação das Docas, o celular dele automaticamente se reconectará. Ou seja, uma pessoa conectada, mesmo não utilizando, está impedindo que outras pessoas utilizem aquele wi-fi.

Agora é possível ter um gerenciamento centralizado dos quatro equipamentos, criar redes individuais e verificar o que está acontecendo na parte física desses equipamentos. “Nós observamos que à noite, por exemplo, de um universo de 300 pessoas conectadas no rádio, apenas 50 estavam autenticadas. Chegamos à conclusão que mesmo que a pessoa não queira utilizar, o simples fato do celular dela estar no bolso ou em cima da mesa está ocupando uma secção de conexão. E com a autenticação é possível controlar isso”, esclareceu o diretor.

A aplicação também permite controlar o tempo de acesso que as pessoas podem permanecer utilizando esta rede. Inicialmente, cada conexão poderá ficar ativa por uma hora, após esse período o usuário será obrigado a reconectar-se. Se ficar inativo, sem usar a conexão por 20 minutos, também será desconectado. “Os limites de tempo de conexão, por inatividade e uso efetivo, são necessários para dar chance a outros usuários. Nós identificamos na utilização da rede que um mesmo usuário ficava ocupando o hotzone por um dia inteiro, dois dias, uma semana, ou não desconectava nunca. E quando ocupava todas as secções possíveis, ninguém mais se conectava. Estamos tentando maximizar os usuários atendidos pelo programa", concluiu Fernando.

Legislação

A Lei 12.965, de 23 de abril de 2014, conhecida como o Marco Civil da Internet, obriga que os registros de conexão dos usuários sejam guardados pelos provedores de acesso pelo período de um ano, sob total sigilo e em ambiente seguro. Essas informações dizem respeito apenas ao IP – sigla em inglês para “Internet Protocol”, que é o principal protocolo de comunicação da web –, data e horas inicial e final da conexão. O texto ainda faculta aos provedores a guarda de registros de acesso a aplicações de internet (que ligam o IP ao uso de aplicações da internet) por seis meses.

A lei também estabelece que a guarda de registros seja feita de forma anônima, ou seja, os provedores poderão guardar o IP, nunca informações sobre o usuário. A liberação desses dados, segundo o texto, só poderá ser feita mediante ordem judicial.

O documento ainda fixa princípios de privacidade sobre os dados que o usuário fornece aos provedores. A lei coloca como direito dos usuários que suas informações não podem ser usadas para um fim diferente daquele para que foram fornecidas, conforme estabelece a política de privacidade do serviço.

A rede de Internet Wi-Fi livre e gratuita do Navegapará - programa de inclusão social e digital do governo do Estado, implantado de forma conjunta pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) e pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) está disponível em cerca de 100 espaços públicos (praças e parques) e em mais de 68 municípios do interior paraense.

Pontos de acesso à Internet Wi-Fi Navegapará

Parques e praças em Belém
Icoaraci Orla-Igreja; Praça Dalcídio Jurandir; Bosque Rodrigues Alves; Praça Amazonas; Mangueirão; Terminal Hidroviário; Estação das Docas; Polo Joalheiro; Icoaraci Orla-Praia do Cruzeiro; Praça do Jaú; Mosqueiro Caramanchão; Mosqueiro Vila; Batista Campos; Praça das Castanheiras (Curió Utinga); Infocentro Paar; Praça Olavo Bilac; Praça do Arsenal; Praça Eduardo Angelim; Praça Dom Alberto Ramos; Allan Kardec; Vila da Barca 1; Vila da Barca 2 e Praça Alacid Nunes.

Interior:
Abaetetuba – Praça da Bandeira
Algodoal – Praça
Altamira - Orla
Ananindeua - Praça da Bíblia
Augusto Corrêa - Biblioteca
Barcarena – Praça José Pinheiro Rodrigues
Benevides – Praça Visconde de Maracaju
Bragança – Praça da Bandeira e Orla
Bujaru – Bujaru
Capanema – Praça Magalhães Barata
Castanhal – Praça Ignácio Coury Gabriel
Colares - Praça
Concórdia do Pará – Praça Gabriel Penha
Curuçá – Praça
Igarapé-Açu – Praça Matriz
Igarapé-miri – Praça Cônego Barros
Inhangapi – Praça Nossa Senhora de Fátima
Irituia – Praça Alírio Almeida de Moraes
Itaituba – Aeroporto e Orla
Itupiranga - Praça
Jacundá - Praça
Marabá – Praça Ginásio; Beira do Rio e Praça São Francisco
Maracanã – Praça São Miguel Arcanjo
Marapanim - Praça
Marituba – Praça Matriz
Marudá - Praça
Nova Timboteua - Praça
Novo Repartimento - Praça
Pacajá – Praça da Bandeira
Paragominas – Praça Célio Miranda
Ponta de Pedras – Praça e Terminal Hidroviário
Primavera - Matriz
Quatipuru - Orla
Rurópolis – Praça Cívica
Salinópolis – Atalaia; Maçarico Casemirão/Cairu e Maçarico Caiçara
Salvaterra - Praça
Santa Bárbara – Praça São Francisco
Santa Isabel - Praça
Santa Maria – Praça Matriz
Santarém – Praça do Pescador; Parque de Santarém e Praça 7 de Setembro (Alter do Chão)
Santarém Novo - Praça
Santo Antônio do Tauá - Praça
São Caetano de Odivelas - Praça
São Domingos do Capim – Praça da Bandeira-Orla
São Francisco - Praça
São João da Ponta – Torre Prodepa e Emater
São João de Pirabas - Praça
São Miguel do Guamá – Praça Licurgo Peixoto
Soure - Praça
Tailândia – Praça do Povo
Terra Alta - Praça
Tracuateua - Praça
Tucuruí – Vila Permanete, Praça Rotary e Praça Jardim Paraíso
Uruará – Praça Santo Antônio
Vigia - Matriz

Agência Pará

Tags: Marco Civil da Internet controle acesso
Categorias: Notícias

Prodepa disponibiliza wi-fi gratuito para o público do Salão do Livro do Baixo Amazonas

Prodepa - sex, 02/09/2016 - 16:37
02/09/2016 - 16:30

Quem visitar o espaço Pérola do Tapajós, a partir desta sexta-feira, 2, poderá acessar gratuitamente a rede mundial de computadores na IX edição do Salão do Livro, Parque da Cidade, em Santarém. A Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), durante o evento e por meio do Navegapará, disponibilizará para o público um hotzone (ponto de acesso livre à internet) com capacidade para até 400 conexões simultâneas.

Com o objetivo de promover a inclusão digital, o Navegapará é presença constante em eventos na capital e no interior. As ações fortalecem o compromisso do governo do Estado em assegurar inclusão digital nos espaços públicos e a democratização do acesso ao saber e ao conhecimento. O acesso gratuito à internet é mais um atrativo para os visitantes do Salão, que poderão usar o serviço para compartilhamento de mensagens, fotos, vídeos e acesso à informação.

O Salão do Livro, maior evento literário da região do Baixo Amazonas, começa nesta sexta-feira e vai até o dia 11 de setembro. A nona edição reúne escritores e editoras, que colocam a disposição da população centenas de exemplares de livros, revistas, além de materiais pedagógicos e de pesquisa, com preços acessíveis e para todos os gostos.

Uma extensão da Feira Pan Amazônica do Livro, numa versão menor, este ano traz o tema “Terra: o país de todos”, um convite a uma reflexão sobre a necessidade de cuidar daquele que é a nação de todos. A escritora homenageada é a paraense Amarílis Tupiassú. O evento conta com uma vasta programação cultural que inclui teatro, encontros literários, entre outros.

Serviço: O Salão do Livro do Baixo Amazonas é realizado pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Prefeitura de Santarém. Segue até 11 de setembro, no espaço Pérola Tapajós, Parque da Cidade. A entrada é gratuita e o funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 9h as 22h; aos sábados, domingos e feriados, de 15h as 22h.

Tags: Wi-fi Santarém Feira do Livro
Categorias: Notícias

Universitec UFPA

Sectet - sex, 02/09/2016 - 09:59
02/09/2016

Agência de Inovação da UFPA oferta minicurso "Liderança e Trabalho em Equipe"  

A Agência de Inovação Tecnológica da UFPA (Universitec), por meio da Incubadora de Empresas (PIEBT) e da Coordenadoria de Empreendedorismo, ofertará o minicurso “Liderança e Trabalho em Equipe”, no dia 13 de setembro, de 8h às 12h. O evento faz parte da Trilha de Qualificação da Agência, que tem programações até novembro deste ano e busca auxiliar os participantes para desenvolver seus potenciais, melhorando sua postura no mercado, e fomentar o empreendedorismo.

O objetivo do minicurso é apresentar aos alunos, por meio de exposições teóricas e práticas, quais são as dinâmicas de relacionamento que podem ocorrer em um trabalho em grupo, além de buscar entender como o líder pode influenciar nessas dinâmicas.

O minicurso perpassa por questões de diferenças entre os membros da equipe, delegação de tarefas e estabelecimento de prazos, além de analisar as formas de lidar com as divergências e como os valores e crenças interferem na liderança.

A ministrante será Bruna Barbosa, que também ficou à frente dos minicursos “Comunicação e Desenvolvimento Pessoal”, “Marketing Pessoal” e “Formação de Equipes”, ocorridos no mês de agosto. Bruna é administradora, coach, programadora neurolinguísta e consultora de empresas em RH, marketing e planejamento estratégico.

O curso terá 4h de duração e 40 vagas estarão disponíveis para o público geral. A inscrição é efetuada pelo preenchimento do formulário e mediante pagamento do valor de R$10 reais, a ser realizado na secretaria da Universitec. As inscrições estarão abertas até o dia 12 de setembro às 17h.

O Minicurso faz parte do calendário de qualificações da Universitec, com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica do Pará (SECTET/PA), por meio de Convênio para implantação do Modelo CERNE no PIEBT, e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Categorias: Notícias

Infovia em fibra óptica leva internet rápida e mais serviços a Santa Maria do Pará

Sectet - sex, 02/09/2016 - 09:55
02/09/2016

O governador Simão Jatene inaugurou nesta quarta-feira (31), no município de Santa Maria do Pará, nordeste paraense, mais um trecho da infovia em fibra óptica da rede corporativa governamental. A inauguração foi possível graças a uma parceria entre a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodepa) e o Banco do Estado do Pará (Banpará).

A inauguração da infovia, que tem 52 quilômetros, foi marcada com a entrega de um “hotzone”, ponto de livre acesso à internet para a população de Santa Maria do Pará instalado na praça matriz, com capacidade para até 200 conexões. Antes mesmo da chegada do governador Simão Jatene para a cerimônia oficial da entrega da obra, crianças e adolescentes já comemoravam o avanço tecnológico trazido pela fibra óptica ao município.

Entre imagens e textos captados por uma internet veloz, a estudante do segundo ano Naiane Ribeiro ressaltou: “A Internet, hoje, é a nossa principal ferramenta de comunicação. É muito importante que o Governo do Estado proporcione essa qualidade na rede para a população em geral e para nós, estudantes”.

O projeto de expansão das redes de fibra óptica compõe o plano do Governo do Pará de conectar mais municípios do Estado a uma internet confiável e de baixo custo. Com a inauguração do trecho Santa Maria–Castanhal, já são mais de 200 quilômetros de cabos distribuídos em quatro infovias, canais de comunicação que hoje ligam mais de 70  municípios e fazem a infraestrutura por onde circulam, de um ponto a outro do Estado, os dados da rede estadual de comunicação. Com isso, é garantido acesso aos sistemas corporativos eletrônicos do governo, à internet, aos mais diversos conteúdos e, é claro, à informação e ao conhecimento.

Conectividade – “Isso significa você colocar o mundo em contato com nosso Estado e o nosso Estado em contato com o mundo. Todos sabemos que o grande desafio da sociedade moderna é o conhecimento, então esse é o veículo de conhecimento, que se desdobra na área da saúde , transmitindo informações importantes e em tantas outras áreas. Hoje demos um salto de qualidade, e me sinto muito feliz de estar participando do início de um novo patamar para a comunicação do Estado”, destacou Simão Jatene.

Com a conectividade nos órgãos, é possível agilizar o atendimento, ter mais controle dos recursos usados, além de aumentar a segurança na gestão dos dados e dos serviços oferecidos à sociedade. O Banpará, parceiro da Prodepa no projeto, é um dos órgãos que serão beneficiados pela nova infovia, passando assim a oferecer melhores serviços à população. “O cliente vai ser atendido de forma muito mais rápida e eficiente. Vai poder acessar, por exemplo, um aplicativo no smartphone com muito mais rapidez”, disse o presidente do Banpará, Augusto Costa.

O projeto de expansão da rede corporativa governamental continua. “Nossa próxima meta é atender a região do Xingu, em outra parceria, com o consórcio de Belo Monte, englobando mais seis municípios do entorno da hidrelétrica com a fibra óptica. Também vai ser a primeira fibra óptica nesses municípios, assim como em Brasil Novo e Medicilândia, entre outros. Tudo para facilitar o serviço, não só da área pública, mas também da população, principalmente melhorando a telefonia e conseguindo chegar com uma internet melhor”, explicou o presidente da Prodepa, Théo Pires.

Estiveram presentes à entrega simbólica da infovia, junto com o governador, o presidente da Prodepa, Théo Pires; o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza; o presidente da Assembléia Legislativa, Marcio Miranda; o chefe da Casa Civil, Jose Megale, e os deputados Sidney Rosa e Celso Sabino.

Texto: Syanne Neno (Ag. Pará de Notícias)

Categorias: Notícias

Infovia em fibra óptica leva internet rápida e mais serviços a Santa Maria do Pará

Prodepa - qui, 01/09/2016 - 16:32
01/09/2016 - 14:15

O governador Simão Jatene inaugurou nesta quarta-feira (31), no município de Santa Maria do Pará, nordeste paraense, mais um trecho da infovia em fibra óptica da rede corporativa governamental. A inauguração foi possível graças a uma parceria entre a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodepa) e o Banco do Estado do Pará (Banpará).

A inauguração da infovia, que tem 52 quilômetros, foi marcada com a entrega de um “hotzone”, ponto de livre acesso à internet para a população de Santa Maria do Pará instalado na praça matriz, com capacidade para até 200 conexões. Antes mesmo da chegada do governador Simão Jatene para a cerimônia oficial da entrega da obra, crianças e adolescentes já comemoravam o avanço tecnológico trazido pela fibra óptica ao município.

Entre imagens e textos captados por uma internet veloz, a estudante do segundo ano Naiane Ribeiro ressaltou: “A Internet, hoje, é a nossa principal ferramenta de comunicação. É muito importante que o Governo do Estado proporcione essa qualidade na rede para a população em geral e para nós, estudantes”.

O projeto de expansão das redes de fibra óptica compõe o plano do Governo do Pará de conectar mais municípios do Estado a uma internet confiável e de baixo custo. Com a inauguração do trecho Santa Maria–Castanhal, já são mais de 200 quilômetros de cabos distribuídos em quatro infovias, canais de comunicação que hoje ligam mais de 70  municípios e fazem a infraestrutura por onde circulam, de um ponto a outro do Estado, os dados da rede estadual de comunicação. Com isso, é garantido acesso aos sistemas corporativos eletrônicos do governo, à internet, aos mais diversos conteúdos e, é claro, à informação e ao conhecimento.

Conectividade – “Isso significa você colocar o mundo em contato com nosso Estado e o nosso Estado em contato com o mundo. Todos sabemos que o grande desafio da sociedade moderna é o conhecimento, então esse é o veículo de conhecimento, que se desdobra na área da saúde , transmitindo informações importantes e em tantas outras áreas. Hoje demos um salto de qualidade, e me sinto muito feliz de estar participando do início de um novo patamar para a comunicação do Estado”, destacou Simão Jatene.

Com a conectividade nos órgãos, é possível agilizar o atendimento, ter mais controle dos recursos usados, além de aumentar a segurança na gestão dos dados e dos serviços oferecidos à sociedade. O Banpará, parceiro da Prodepa no projeto, é um dos órgãos que serão beneficiados pela nova infovia, passando assim a oferecer melhores serviços à população. “O cliente vai ser atendido de forma muito mais rápida e eficiente. Vai poder acessar, por exemplo, um aplicativo no smartphone com muito mais rapidez”, disse o presidente do Banpará, Augusto Costa.

O projeto de expansão da rede corporativa governamental continua. “Nossa próxima meta é atender a região do Xingu, em outra parceria, com o consórcio de Belo Monte, englobando mais seis municípios do entorno da hidrelétrica com a fibra óptica. Também vai ser a primeira fibra óptica nesses municípios, assim como em Brasil Novo e Medicilândia, entre outros. Tudo para facilitar o serviço, não só da área pública, mas também da população, principalmente melhorando a telefonia e conseguindo chegar com uma internet melhor”, explicou o presidente da Prodepa, Théo Pires.

Estiveram presentes à entrega simbólica da infovia, junto com o governador, o presidente da Prodepa, Théo Pires; o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza; o presidente da Assembléia Legislativa, Marcio Miranda; o chefe da Casa Civil, Jose Megale, e os deputados Sidney Rosa e Celso Sabino.

Tags: Infovia fibra óptica Internet
Categorias: Notícias

Exposição "Detalhes da Fé" é inaugurada na Prodepa

Prodepa - ter, 30/08/2016 - 14:37
30/08/2016 - 14:30

Com 34 anos de profissão, o fotógrafo Adenaldo Gomes realiza pela primeira vez uma exposição itinerante. Aden Gomes, como é conhecido, é natural de Benevides, município da Região Metropolitana de Belém, conta como resolveu se dedicar à fotografia artística. “Sou fotógrafo de eventos e tenho um pequeno estúdio fotográfico, mas sempre gostei da fotografia artística. Com os filhos criados, resolvi me dedicar a esta outra vertente da fotografia”.

“Detalhes da Fé” foi apresentada pela primeira vez, na manhã desta terça-feira, 30, durante a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré à sede da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa). As 75 fotos foram dispostas pelo percurso que a imagem peregrina fez dentro da Empresa. As imagens, registradas durante a procissão do Círio 2015, fazem parte de um acervo com 160 fotos selecionadas entre os mais de 1400 registros feitos pelo fotógrafo.

Independente, Aden se utiliza do que chama de autopatrocínio. Durante a exposição, os expectadores podem adquirir fitinhas e objetos relacionados ao Círio de Nossa Senhora de Nazaré. Ele escolheu a Prodepa para mostrar a exposição inédita, por ter prestado serviço na empresa por mais de 20 anos. Parte do acervo de imagens do órgão foi registrado por ele. Após esta primeira mostra, o fotógrafo pretende realizar outras dentro do Pará até o final do ano, e a partir de 2017 viajar pelo País com a exposição itinerante, percorrendo espaços públicos de grande circulação de pessoas, como a Praça da Sé em São Paulo, por exemplo.

Tags: Exposição Detalhes da Fé
Categorias: Notícias

Equipe de Governança discute implementação das ações do Pará 2030

Sectet - ter, 30/08/2016 - 13:43
30/08/2016

O SIDESS - Sistema de Desenvolvimento Econômico, Social e Sustentável - do Pará 2030 teve ontem sua primeira reunião oficial com a presença dos 15 dirigentes de secretarias e órgãos estaduais, para discutir as ações de implementação do Planejamento Estratégico- Pará 2030, que tem metas e prazos precisos até 31 de dezembro de 2018, data que encerra o mandato do governador Simão Jatene.

Cada um dos dirigentes recebeu cópias dos acordos de resultados, firmados em 29 de junho passado junto ao governador por ocasião do lançamento do Pará 2030. O compromisso de todos é seguir à risca o planejamento. Além disso, eles escolheram os nomes que vão compor os Grupos de Trabalho (GT) de fomento às 13 cadeias produtivas priorizadas pelo projeto. O encontro avançou pela tarde desta segunda, 29, no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), cuja gestão conta com recursos do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet).

Antes da reunião liderada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Adnan Demachki, os dirigentes realizaram uma espécie de tour no PCT conhecendo os processos de engenharia aplicados à pesquisa tecnológica a serviço do setor produtivo na Amazônia. O Parque conta com laboratórios modernos e tem parcerias com empresas locais e nacionais para o trabalho com foco no empreendedorismo inovador e na transferência de tecnologia para o desenvolvimento de produtos e serviços de maior valor agregado e fortemente competitivos, e será um instrumento para disponibilizar ciência e tecnologia às cadeias econômicas do Pará 2030.

Após a visita ao PCT, os integrantes do SIDESS conheceram as iniciativas do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado do Pará (Codec), Olavo das Neves, em prol da atração de investimentos e novos negócios para economia paraense. Em seguida, foi a vez do presidente do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Daniel Lopes mostrar o que o Instituto vem fazendo para acelerar o processo de regularização fundiária.

"O tema da regularização fundiária é transversal'', observou o presidente do Instituto, Daniel Lopes. Ele explicou, por exemplo, que a fim de aumentar a área titulada com segurança para a expansão de projetos produtivos, o Iterpa investe em maior tecnologia, moderniza suas rotinas internas e em breve ganhará nova sede, atendendo suas necessidades. A Codec também terá nova sede na avenida Dr. Moraes, no bairro de Nazaré.

A próxima reunião oficial do Sistema de Desenvolvimento Econômico, Social e Sustentável será em outubro. Na pauta, a palestra ''O Pará Profissional no contexto do Pará 2030'', do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza de Melo. Além de Adnan Demachki, Alex Fiúza, Olavo das Neves e Daniel Lopes, participaram do encontro, os secretários e dirigentes da Sedap, Setur, Fapespa, Ideflor, Programa Municípios Verdes (PMV), Seaster, Secom, Seips, Setran, Semas e Seplan.

Texto: Ascom/Sedeme.

Fotos: Ascom PCT Guamá.

Categorias: Notícias

Etsus abre inscrições para cursos de qualificação profissional em parceria com a Sectet

Sectet - seg, 29/08/2016 - 16:43
29/08/2016

A Escola Técnica do Sistema Único de Saúde “Dr. Manuel Ayres” (Etsus) vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), informa que estão abertas as inscrições para os cursos de Cuidados de Enfermagem às Pessoas Ostomizadas e de Qualificação de Conselheiros Estaduais de Saúde. O período das inscrições ocorrerá a partir de hoje, 24, até o dia 09 de setembro.

O Curso de Cuidados de Enfermagem às Pessoas Ostomizadas em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (SECTET), oferta 40 vagas, destinadas à profissionais de enfermagem. O curso terá carga horária de 40 horas, sendo 20 horas de teoria e 20 horas de prática. Os requisitos para ingresso no curso são: Ter idade mínima de 18 anos; ser enfermeiro ou técnico de enfermagem; desenvolver atividades no serviço de assistência às pessoas ostomizadas, nos hospitais Ophir Loyola, Pronto Socorro Municipal Mario Pinotti, Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, Pronto Socorro Humberto Maradei Pereira e Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará.

Para o curso de Qualificação de Conselheiros Estaduais de Saúde, destinado aos Conselheiros Estaduais de Saúde do Estado do Pará, são ofertadas 28 vagas. O curso terá carga horária de 64 horas de aulas teóricas, distribuídas em quatro Unidades de Aprendizagem. As aulas acontecerão nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro. Os requisitos para ingresso no curso são: Ter idade mínima de 18 anos e ser Conselheiro Estadual de Saúde.

As inscrições são gratuitas e no ato da inscrição o candidato deverá anexar os seguintes documentos: Ficha de inscrição; cópia do RG; cópia do CPF; Declaração do Conselho Estadual de Saúde, comprovando exercício da função. O Edital estará disponível no site da Etsus: etsus.saude.pa.gov.br.

O período das inscrições ocorrerá a partir de hoje, 24, até o dia 09 de setembro. E poderão ser enviadas por meio eletrônico para o email: inscricoesetsuspa@gmail.com, ou entregues na Secretaria Escolar da ETSUS-PA, situada à Rua Cônego Jerônimo Pimentel, nº 207 – Bairro: Umarizal. Para maiores informações: 3202-9302 ou 3202-9305.

Texto: Carla Fischer (Ascom Sespa)

Categorias: Notícias

Prodepa é finalista do 4º Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web

Prodepa - seg, 29/08/2016 - 09:03
27/08/2016 - 09:00

Pela segunda vez, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará é finalista do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web. Nesta quarta edição do prêmio, a Prodepa chega à final com o www.a1br.org - o primeiro portal de notícias acessível do Brasil, na categoria Projetos Web Sociedade. A empresa já havia recebido menção honrosa na primeira edição, e chegou à final na segunda edição, na categoria instituição. A premiação, promovida pelo W3C Brasil, Comitê Gestor da Internet no Brasil, e NIC.br, tem como objetivo promover nacionalmente a iniciativa e o esforço da implementação da acessibilidade nos projetos destinados à internet.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) considerou quatro tipos de deficiências: auditiva, visual, física e intelectual. Dentre os tipos de deficiência pesquisados, a visual é a mais representativa e atinge 3,6% dos brasileiros. O grau intenso ou muito intenso da limitação impossibilita 16% dos deficientes visuais de realizar atividades habituais como ir à escola, trabalhar e brincar.

Para o bibliotecário Pedro da Silva Neto, servidor público da Seção Braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna, do Centur, e deficiente visual, o portal a1br.org facilita muito o acesso à notícias em geral, já que a maioria dos sites deste segmento não são acessíveis. “É a marca que o portal traz, essa acessibilidade imediata à notícia. Enquanto que em outros é preciso utilizar vários links para poder chegar à notícia, nele os links estão bem acessíveis, um click meu já abre o que eu quero, no momento que eu preciso. É bem direto. E se eu quiser usar um texto eu posso retirar do portal, pois é possível gravar no formato html, e deixar arquivado no meu computador, é mais uma funcionalidade interessante”, afirmou.

O portal a1br.org possui um mecanismo que possibilita fazer uma varredura nos grandes portais de notícias e "capturar" os conteúdos principais tornando-o limpo e acessível, facilitando assim a sua leitura principalmente por pessoas com deficiência visual e intelectual. Banners, imagens e propagandas não interessam para pessoas cegas ou com baixa visão. Este excedente é retirado, permanecendo apenas o que interessa, o conteúdo. “É por isso que esse portal é importante, pois promove a inclusão social desses deficientes visuais”, declarou Edinamar Corrêa, analista de sistemas da Prodepa e idealizador do site.

Nesta primeira fase estão sendo disponibilizadas somente as notícias do portal G1, nas categorias, Últimas Notícias, Mundo, Brasil, Pará, Entretenimento e Esportes. Para as futuras versões, Edinamar espera que o usuário possa escolher sua fonte de notícia (G1, UOL, IG, etc.) individualmente ou conjuntamente. “A escolha do G1 foi por ser o mais acessado e as atualizações mais constantes. Na primeira versão existiam três portais diferentes como fonte, mas observamos que as notícias se repetiam. A ideia é que façamos uma evolução no projeto, em que o usuário selecione a fonte de informação que ele deseja, além de selecionar a região também. O sistema tem a possibilidade de automaticamente reconhecer a região em que o usuário se encontra e carregar as notícias referentes a esta região”, informou o analista.

Sem divulgação, o site tem em média 50 acessos por dia. As notícias são atualizadas automaticamente. E tudo foi produzido com tecnologias livres, o único custo é com a hospedagem do site. O portal é mobile, é possível acessar por dispositivos móveis, mas a ideia é desenvolver um aplicativo também.

Para a execução do projeto foi assinado um termo de cooperação entre a Prodepa e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) para tratar a questão de tecnologia e acessibilidade. E por meio da Ufra o projeto foi submetido e aprovado pelo CNPq. A equipe coordenada por Edinamar é composta pelos pesquisadores da Acessar/UFRA (Andréa Miranda e Greyson Santos); por Luiz Guilherme F. Cruz e Tiago Sousa, da Prodepa. Eles tiveram dois anos para desenvolver o site, mas como já estavam bem alinhados, fizeram em menos de quatro meses, com o acompanhamento dos bolsistas do CNPq.

Responsabilidade Social

Com a intenção de promover a acessibilidade na web, a Prodepa vem desde 2006 pesquisando, construindo e implementando websites governamentais e projetos internos, conceitos e boas práticas de acessibilidade nos seus produtos. Cerca de 30% das páginas institucionais do Estado na web garantem total acessibilidade ao internauta com deficiência. A média nacional é de 2%, do total de mais de seis milhões de páginas analisadas.

Os sites desenvolvidos pela Prodepa oferecem aumento do tamanho do texto, tabulação de um ponto para outro na tela feita de forma linear, o que ajuda os programas de leitura a ler adequadamente as informações disponíveis, e um layout em quatro cores diferentes, todos recursos para pessoas com deficiências visuais.

Promovendo oficinas, participando de painéis, palestras e seminários, a Prodepa também ajudou a promover a acessibilidade na web em todo o Estado. As ações tiveram o propósito de divulgar a importância dos conteúdos disponíveis na internet, permitindo que informações e serviços disponíveis pelo governo possam ser acessados pelo maior número possível de pessoas. Para o Estado é muito importante que a população acesse os serviços públicos, independentemente de sua condição.

Há oito meses a Prodepa lançou a versão acessível do site Agência Pará, o portal de notícias do Governo. O domínio http://www.acessibilidade.pa.gov.br/ está disponível para acesso de todos, principalmente deficientes visuais que queiram ler notícias no site. Com um layout limpo, é possível que os programas de leitura de tela identifiquem o mais importante dentro de uma página, o conteúdo, e façam uma leitura sem interferências.

Os dois domínios podem ser acessados de qualquer sistema operacional (Windows, Linux, Mac OS), de qualquer navegador (Internet Explorer, Mozilla, Chrome, Safari, e etc.) e também em tablets e smartphones, ou seja, em qualquer dispositivo eles funcionam perfeitamente, atendendo a todos os requisitos de acessibilidade e usabilidade.

No caso especifico das pessoas com deficiência visual, o sistema está preparado para ser utilizado por diferentes leitores de tela como NVDA, Jaws, Virtual Vision e Dosvox, entre outros. “Não existe nenhum órgão no Brasil que faça esse tipo de serviço. Essa é uma contribuição nossa para todas as pessoas que queiram acessar os conteúdos de forma limpa, sendo eficiente no que se propõe”, afirmou Guilherme Cruz, analista de sistemas da Prodepa.

Premiação

O “Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web - Todos@web” - tem como objetivo promover nacionalmente o acesso à internet, de forma a conscientizar criadores e homenagear pessoas que se destacaram em atividades destinadas a promover o acesso a web e ações em prol do acesso de pessoas com deficiências na web. Além de promover, o prêmio busca reunir bons exemplos em um repositório de acessibilidade na web e em publicações, em qualquer veículo de imprensa, mídia ou na Internet, para a divulgação do Prêmio e dos premiados.

A categoria Projetos Web pretende reconhecer publicamente websites que utilizem corretamente os padrões web, que apliquem as diretrizes de acessibilidade do W3C e não criem barreiras para que pessoas com deficiências os acessem. Além de características técnicas, serão levadas em consideração a criatividade e usabilidade no projeto web. O objetivo é premiar a iniciativa e o esforço da implementação da acessibilidade nos projetos web.

A solenidade de premiação acontecerá no Rio de Janeiro, em setembro. Serão premiados os três projetos mais votados pela comissão julgadora de cada categoria.

Asscom Prodepa

Tags: Acessibilidade Prêmio web
Categorias: Notícias

Simpósio internacional debate o avanço da cadeia produtiva do açaí no Estado do Pará

Sectet - qui, 25/08/2016 - 16:26
25/08/2016

Ocorreu, na manhã desta quinta-feira (25), a abertura do II Simpósio Internacional da Cadeia Produtiva do Açaí, cujo tema este ano é Segurança Alimentar e Nutricional. O evento é realizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e pela Universidade Federal do Pará (UFPA), e tem por objetivo promover a troca de conhecimentos e o debate em torno da qualidade do açaí consumido e comercializado no Pará.  

O titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello, o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Hildegardo Nunes, e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Adnan Demachki, participaram da mesa de abertura e destacaram o evento como um importante espaço para se discutir propostas que elevem as potencialidades da cadeia produtiva do açaí no Estado.

O secretário Alex Fiúza de Mello destacou que o açaí possui inúmeras possibilidades para se desdobrar em geração de emprego e renda no Estado, mas, para isso, é preciso investir em conhecimento e inovação. “O açaí pode ser aproveitado na indústria farmacêutica, na de fármacos e cosméticos, mas precisa haver um estímulo para o desenvolvimento de produtos aqui no estado e é isso que a Sectet vem fazendo, apoiando pesquisas no setor e incentivando empresas inovadoras”.

O secretário Adnan Demachki destacou que o Pará é o maior produtor mundial de açaí, mas o estado do Ceará destaca-se como o maior exportador de produtos industrializados derivados do fruto. Dados como esse revelam uma necessidade de promover uma maior industrialização do setor no estado e superar o modelo extrativista vigente. “O açaí está entre as 13 cadeias produtivas estratégicas priorizadas no Programa Pará 2030. Nele, traçamos estratégias para triplicar a receita gerada pelo açaí no estado. A ideia é dar apoio a todos os atores da cadeia do açaí, desde o produtor, passando pelos batedores, até o empresário”, informou Demachki.

Na palestra “Políticas governamentais para a cadeia produtiva do açaí”, o secretário Hildegardo Nunes apresentou o Programa Pró Açaí, que tem por objetivo contribuir com o aumento da produção no estado, por meio da melhoria do manejo e enriquecimento dos açaizais de várzeas e da implantação de açaizais irrigados em áreas de terra firme. “A Sedap, em parceria com empresas e diversas instituições, está atuando para que o papel do açaí como commoditie seja ampliado para atender o mercado externo e, assim, ampliar nosso PIB, sem que falte açaí de qualidade e bom preço na mesa do paraense”, destacou o titular da Sedeme.  

A secretária adjunta da Sectet, Maria Amélia Enriquez, encerrou a palestra falando de alguns investimentos importantes que a Secretaria tem feito para potencializar a cadeia produtiva do açaí no estado. Entre as iniciativas, a secretária ressaltou o benefício fiscal concedido a empresas inovadoras, a implantação do Espaço Inovação e os editais voltados à formação de Redes de Pesquisa para o setor.

O evento prossegue no Instituto de Ciências Jurídicas da UFPA até sábado (27), com uma programação variada que inclui mesas redondas, palestras, minicursos e visitas técnicas. Na ocasião, empresários, gestores públicos e especialistas de diversos lugares do Brasil e do mundo debaterão questões como o melhoramento da produção, nichos de mercado e tecnologias aplicadas ao açaí e derivados.

O evento conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Embrapa Amazônia Oriental, Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Associação dos Vendedores Artesanal de Açaí de Belém (Avabel).

Para mais informações, acesse: www.doity.com.br/sinter.

Texto: Ana Carolina Pimenta - Ascom Sectet

Fotos: Claudio Santos - Ag. Pará de Notícias

Categorias: Notícias

Rede Paraense de Tecnologias Sociais retoma atividades e realiza primeira reunião deste ano

Sectet - qui, 25/08/2016 - 13:44
25/08/2016

Ocorreu na manhã desta quarta-feira, 24, a primeira reunião neste ano do Conselho Gestor da Rede Paraense de Tecnologias Sociais (RTS/PA), que é coordenada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet). O encontro foi realizado na sede da Secretaria e teve como objetivo o de apresentar e a atualizar os trabalhos que integram a RTS/PA, bem como definir os novos rumos de atuação da Rede.

A RTS/PA é um colegiado consultivo, integrado por cerca de 49 instituições para coordenar, compartilhar e fomentar ações que contribuam com o desenvolvimento, reaplicação e difusão de Tecnologias Sociais em escala no estado do Pará. A primeira reunião da Rede neste ano contou com a presença de representantes das instituições que a compõem, como a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme). 

Uma das pautas discutidas foi a realização de um evento para compartilhar as experiências das instituições integrantes da RTS/PA e outras acerca da utilização de Tecnologias Sociais na Amazônia. A realização desse evento ocorrerá durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em data a ser confirmada. 

A próxima reunião da RTS/PA ocorrerá no dia 30 deste mês, na sede da Sectet    . Na ocasião, será retomada a discussão sobre o planejamento dos eventos da RTS e sobre os eixos de ação da Rede. 

Texto: Igor de Souza – Ascom Sectet

 

Categorias: Notícias

Expansão de fibra óptica chega a Castanhal e Santa Maria do Pará

Prodepa - qua, 24/08/2016 - 12:18

A Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) vem desenvolvendo ações no sentido de promover a inclusão digital por meio da manutenção, otimização e expansão da internet pública, conectando mais municípios. No próximo dia 31, será a vez de inaugurar a chegada da fibra óptica pela infovia Castanhal-Santa Maria do Pará, que irá beneficiar os dois municípios. O projeto de expansão das redes de fibras óticas compõe o plano do Governo do Pará de conectar mais municípios do Estado a uma internet confiável e de baixo custo. Em termos práticos, significa dizer que as instituições beneficiadas com as infovias ampliarão o uso da internet em tempo real, intensificando atividades, como a troca de informações entre órgãos.

            Em processo de expansão, a rede ganhou recentemente mais de 200 quilômetros de fibra ótica, distribuídos em quatro infovias. Pouco para as dimensões continentais do Pará, mas muito para os recursos do estado e do orçamento limitado da Prodepa. Para construir a rede, e levar banda larga de qualidade ao interior, a Prodepa tem lançado mão das mais diversas parcerias. A infovia Castanhal – Santa Izabel (30 Km), resultado da parceria com o Tribunal de Justiça do Estado (TJE), já está em operação, e agora está sendo implantado o trecho Ananindeua – Benevides (24,5 Km). Com o Banpará, foram viabilizada as infovias Santa Maria-Castanhal (52,6 Km), já em operação; Marabá – Eldorado do Carajás (110 Km), e Vila do Conde – Abaetetuba (42 Km).

            O esforço rumo à interiorização passa pela soma de esforços e orçamentos. Segundo o presidente da Prodepa, Theo Pires, a proposta do governo do Estado é conseguir integrar orçamentos e necessidades da área pública, tanto da esfera estadual quanto federal, alinhando isso à perspectiva de atender mais municípios no menor prazo possível. "Acredito que tanto faz o orçamento ser da esfera estadual quanto da esfera federal, é obrigação do governo do Estado conseguir reduzir esses custos de implantação de infovias de fibra ótica, chegando a mais municípios sem ter que impactar o fluxo de caixa do governo, conjugando esforços do orçamento próprio do Estado com o de parceiros, para tentar alcançar novos municípios dentro dessa rede de fibra", declara Theo.

                        A expansão da rede foi feita através da criação de um novo backbone. Já existia um anel de rádio, agora foi feito um grande backbone em fibra óptica que vai até Castanhal. Hoje, só entre Santa Maria e Castanhal a capacidade está em dez gigabites, é como se fosse um super caminho para transmissão de dados. “Isso é benéfico para todos, primeiro porque garante redundância no sistema e depois porque aumenta a capacidade. É uma garantia de uma rede mais estável”, informa Mauro Galvão, gerente de da divisão de Infovias Digitais da Prodepa.

            As infovias de fibra óptica são hoje um dos meios mais modernos, de melhor qualidade na transmissão de dados. As infovias de rádio têm muitas limitações, especialmente de banda. Hoje, os órgãos precisam ter internet de alta velocidade e de banda larga. Com o rádio isso não era possível. Com o advento da fibra óptica é possível chegar aos vários órgãos da localidade e entregar o que eles precisem. Por exemplo: a delegacia de Castanhal trabalhava com um megabite apenas, agora já pode trabalhar com dez ou 100 megabites, ela vai determinar o limite.

            Isso é um grande avanço paras escolas, delegacias de polícia, para segurança pública, educação, saúde, para todos as áreas, pois passam a ter conexão de qualidade e com capacidade, refletindo diretamente no próprio cidadão, melhorando o atendimento dos serviços públicos prestados à população. “O avanço será percebido em todos os municípios alcançados. É uma primeira parte do projeto, que está avançando. Já estamos trabalhando no eixo de Paragominas e de Barcarena, infovias que estão em curso. Fora o Marajó, que estamos finalizando as configurações da infovia de Ponta de Pedras”, adianta Leila Daher, diretora de Projetos Especiais da Prodepa.

            No total, foram investidos mais de R$ 5.670.000,00 nas quatro infovias, com recursos do Banpará, TJ e Prodepa. De acordo com o presidente da Prodepa, Theo Pires, as parcerias com outros órgãos da administração pública, incluindo também outras esferas de poder, têm contribuído para melhorar o acesso à internet e otimizar o serviço prestado por esses órgãos. “Com a convergência de orçamentos e a construção de parcerias está sendo possível alavancar a melhoria dos serviços e o crescimento da rede”, observou.

 

Categorias: Notícias

Simpósio sobre Açaí reunirá empresários, gestores e especialistas para tratar do tema

Sectet - qua, 24/08/2016 - 08:54
24/08/2016

Item indispensável na mesa do paraense, o açaí alcançou novos mercados e caiu no gosto do consumidor nacional e internacional. A consequência disso é que hoje ele desponta como um importante elemento para a economia do estado, com uma produção que chega a 795 mil toneladas por ano. Para elevar esse potencial e ampliar a qualidade do açaí consumido e comercializado, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) e a Universidade Federal do Pará (UFPA) promovem, de 25 a 27 de agosto, o II Simpósio Internacional da Cadeia Produtiva do Açaí, cujo tema este ano é Segurança Alimentar e Nutricional. 

O evento tem por objetivo debater propostas teóricas e alternativas práticas para o desenvolvimento da cadeia produtiva do açaí. Empresários, gestores públicos e especialistas de diversos lugares do Brasil e do mundo debaterão questões como o melhoramento da produção, nichos de mercado e tecnologias aplicadas ao açaí e derivados. Busca-se, ainda, promover uma ampla discussão sobre o monitoramento das políticas públicas de segurança alimentar e nutricional na cadeia do açaí na América Latina, no Brasil e, em especial, no Pará.

O titular da Sectet, Alex Fiuza de Mello, e o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Hildegardo Nunes, ministrarão a palestra intitulada “Políticas governamentais para a cadeia produtiva do açaí”. “A programação possibilitará a criação de um ambiente para trocas de experiências e o estabelecimento de novas parcerias entre os atores institucionais dos diferentes estados e países envolvidos”, acredita o secretário Alex Fiuza.  

Na área do empreendedorismo, um dos destaques da programação é a palestra do empresário francês Damien Binois, fundador e CEO da startup francesa "Nossa! Fruits", que comercializa, na Europa, produtos a base de frutas amazônicas, sem conservantes, aromatizantes e corantes artificiais.

O público terá a oportunidade, também, de acompanhar mesas redondas e palestras de pesquisadores nacionais e internacionais ligados a diferentes ciências, como Nutrição, Engenharia de Alimentos, Agronomia e Economia.

O II Sinteraçaí será realizado no Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ/UFPA). Para mais informações, acesse: www.doity.com.br/sinter. O evento conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Embrapa Amazônia Oriental, Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Associação dos Vendedores Artesanal de Açaí de Belém (Avabel).

Serviço: II Simpósio Internacional da Cadeia Produtiva do Açaí. De 25 a 27 de agosto, no auditório do Instituto de Ciências Jurídicas da UFPA - Rua Augusto Corrêa, s/n, próximo ao terminal de ônibus (3° portão da UFPA) - Guamá. Inscrições: Estudante R$ 70,00 e profissionais R$ 150,00. Informações: (91) 3201-8861 / sinter_acai@yahoo.com.

Por Ana Carolina Pimenta

Categorias: Notícias

Páginas